quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

I Love You To The Moon And Back - Capítulo 12


Capítulo 12

-Finalmente – Nick desligou o ônibus e sorriu – esse bando de tecnologia dá muito trabalho, que parte elétrica complicada.
Já havia se passado quase uma semana desde que Demi fora embora, todas as noites Ronan pedia para assistir o DVD, no começo Joe apenas colocava e saia de perto, mas depois se rendeu, já chegou a assistir de madrugada sozinho ou até ir dormir ouvindo o CD dela.
-Eu liguei para o Justin e eles vão vir pegar o ônibus hoje – Joe disse segurando o sorriso, era a chance de ver Demi de novo e tentar conversar com ela.
-Você acha que ela vai te ouvir?
-Não custa nada tentar – ele abaixou a cabeça enquanto limpava a mão em um paninho meio rasgado.
-Joe – seu irmão chamou e ele levantou o olhar para encara-lo – a Demi é uma garota legal, meio fresca, mas ela é legal – Nick sorriu – pensa bem em tudo que você vai falar porque ela não merece ser magoada nem iludida, você tem certeza, tem certeza de que é ela?
-Não era pra ser, né, cara – ele jogou o pano no chão e se sentou em um pneu de caminhão – ela é rica e ta acostumada a viver bem, mas, sei lá, eu sinto que só ela vai me fazer esquecer tudo – ele falou baixo o final, ainda se sentia um pouco culpado de pensar em uma mulher assim.
-Então, vai fundo – Nick sorriu – eu aprovo, e o Ronan também.
Joe sorriu sem jeito, se levantou e foi fazer outras coisas na oficina enquanto Nick dava os últimos retoques no ônibus, no fim da tarde uma buzina despertou os dois, Joe sorriu e saiu correndo para o portão.
-OU – Nick gritou quando foi empurrado para o lado por ele.
-E aí, Justin – Joe disse empolgado.
-Ei – o menino respondeu fazendo um toque de mãos, pagou o táxi e liberou o motorista – ela não quis vir, cara, foi mal.
Ele apenas respirou fundo, todas as suas esperanças tinham acabado, ele encarou o chão tentando entender o porquê, afinal, ele tinha mandado ela ir embora, mas ela fazia falta, ela fazia muita falta.
-Bom – Justin disse sem jeito – eu tenho que ir, temos show amanhã, vamos pegar a estrada agora.
-Claro, vou tirar o ônibus pra você e explicar o que aconteceu pra não acontecer de novo – Nick disse e eles entraram na oficina.
Joe permaneceu no portão tentando não chorar, se despediu de Justin, desejou uma boa viagem, mas era como se ele não estivesse ali, foram palavras e ações extremamente mecânicas, como se fosse um robô, foi assim que ele agiu até o final do dia, seu pensamento estava longe, estava com ela, como podia, como uma menina conseguia controla-lo desse jeito?
-JOSEPH – Nick gritou.
-Que, cara?
-To te chamando a meia hora aqui. Fecha a loja pra mim que a Miley me pediu pra comprar umas coisas na cidade, será que você pode fazer isso?
-Que saco, hein – Joe resmungou e foi fechar a oficina, gritou de raiva ao prender o dedo no portão – o que é isso, meu Deus?
Se questionava, afinal, seu amor por Taylor era algo sereno, a convivência entre eles era completamente calma, ela entrou na vida dele para organizar tudo, seu jeito angelical o fazia ama-la cada dia mais, já Demi, ah, Demi o deixava fora de órbita, o fazia sorrir sem motivo, o deixava com raiva as vezes mas não por muito tempo, era algo mais forte, até mais carnal, mas não era algo só para uma noite, ela deixava tudo de pernas para o ar, mas era o que ele mais amava nela, e isso ele não podia negar.
Foi para casa, tomou seu banho, preparou o jantar e pegou Ronan na casa de Miley, tudo ainda meio no modo automático.
-O tio Justin veio aqui hoje?
-Veio – Joe respondeu enquanto engolia a comida – como você sabe?
-O tio Nick disse que ele levou o ônibus – fez uma careta – a tia Demi veio com ele?
-Não – Joe soltou o ar pelo nariz pesadamente – não veio.
-Eu sinto falta dela – ele fez um biquinho – pai – chamou depois de um longo silencio – assiste o DVD comigo hoje?
-Claro – disse baixo pensando em uma forma de não chorar perto do filho – liga a TV que eu já vou la colocar pra gente assistir.
O menino desceu da cadeira e ligou a TV enquanto Joe retirava as coisas da mesa.
-PAI, ELES ESTÃO FALANDO DA TIA DEMI – gritou quando viu que uma apresentadora simpática de um talk show qualquer se referia a uma entrevista, Joe correu até a sala e se jogou no sofá.
-A cantora Demi Lovato vai conceder uma entrevista exclusiva com a gente por telefone – a mulher se ajeitou na poltrona – Demi, você está me ouvindo?
-Sim, estou ouvindo perfeitamente – ela respondeu e Joe estremeceu no sofá.
-Como está a turnê, saíram noticias de que vocês haviam cancelado por um tempo, mas porque?
-Nosso ônibus quebrou e infelizmente tivemos que adiar algumas datas, mas estamos de volta a ativa.
-Isso é ótimo – a mulher sorriu – bom, saiu que você estava interessada no Niall, que pra quem não sabe é integrante da banda One Direction, isso é verdade, Demi?
Nesse momento Joe prendeu a respiração.
-Ai meu Deus – ele pode perceber pela voz dela que estava sem graça, péssimo sinal – não, não é verdade, somos apenas bons amigos, ele é um cara super legal e fofo demais, estamos nos falando frequentemente mas não passa de amizade, eu estou solteira e pretendo continuar assim, quero focar na minha carreira agora, tenho muitos projetos pra depois da tour.
-É uma pena, vocês seriam um ótimo casal – a entrevistadora disse sorrindo e Demi soltou uma risada sem graça – obrigada pela entrevista, Demi, e bom show pra você.
-Eu que agradeço – ela respondeu simpática e desligou.
-Poxa, ela nem apareceu – Ronan reclamou.
-Pois é – Joe levantou – vamos ver só duas musicas, ok? Já ta tarde, você tem que ir dormir.
O menino resmungou mas aceitou a proposta, eles assistiram juntos as duas primeiras musicas e depois Joe colocou o filho para dormir, voltou para a sala e terminou de assistir o DVD, ele sentia falta dela, mas vê-la tão realizada no palco era torturante, não queria acabar com aquilo, mas não podia ir para o mundo dela, estava muito confuso, mas a única pessoa que poderia resolver essa confusão era ela.

Oi, oi, gente :) Tudo bem com vocês ? O que estão achando da fic ? Comentários ? xx