terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

I Love You To The Moon And Back - Capítulo 11


Capítulo 11

-Entra – Demi disse baixo quando ouviu batidas na porta.
-O táxi chegou – Miley disse ponto a cabeça pra dentro do quarto.
Ronan pulou de novo no colo de Demi e escondeu o rosto como fizera antes.
-Ron, calma.
-Fica, tia, por favor – ele pediu.
-A gente conversou, meu amor, tem outras pessoas me esperando – ela disse segurando o choro pois queria passar confiança para ele – quando eu acabar eu venho aqui te visitar, eu te prometi, não prometi?
-Uhum – ele fungou.
Ela se levantou com ele no colo e saiu do quarto, todos estavam na sala esperando.
-Não peguei muita roupa – Selena disse – deixei a maioria no ônibus, é só uma semana mesmo.
-Ta bem – Demi respondeu – cadê o Justin?
-Ele e o Nick estão pondo as malas no táxi, vamos, eu vou com vocês até o portão – Miley explicou pegando a filha no colo e guiando-as até a porta.
De relance Demi pode ver Joe observar tudo da janela, podia vê-la com seu filho no colo e podia ver a dor que ela sentia de ter que se despedir dele assim, do nada, foram apenas milésimos de segundos quando seus olhares se encontraram, o suficiente pra provocar em ambos sensações completamente desconhecidas.
-Tudo pronto – Justin disse pondo a ultima mala dentro do carro.
-Tchau, Miley, obrigada por tudo – Selena disse sorrindo gentilmente enquanto elas se abraçavam – e cuida direito do nosso ônibus, Nick – saiu do abraço de Miley e abraçou Nicholas.
-Pode deixar, vou caprichar no serviço, em uma semana está tudo pronto – ele explicou.
-Acho bom mesmo, cara – Justin interrompeu estendendo a mão para um cumprimento amigável – Miley – ele sorriu e eles se abraçaram – você faz o melhor arroz do mundo – todos riram – desculpa aí qualquer coisa.
-Tudo bem – ela sorriu – Ronan – chamou e ele levantou o rosto do pescoço de Demi – a Demi tem que ir agora.
-Vem cá – Nick estendeu o braço e ele foi em silêncio.
-Obrigada – Miley sussurrou pra Demi e ela sorriu de leve em resposta.
-Eu que agradeço – sussurrou, foi até Ronan e deu um beijo meigo em seu rosto.
Se virou rapidamente antes que desistisse de tudo, não por Joseph, mas por Ronan, sabia que mesmo que ele tivesse Miley, tinha sido diferente, Demi fora a única que dormiu em sua casa, esteve com ele, assistiu a desenhos, arrumou comida, conversou sobre super heróis, desenhou com ele, enfim, ela sabia que, querendo ou não, ele tinha visto nela a imagem de mãe que ele só tinha presa em fotos espalhadas pela casa.
Entrou no táxi e quando o motorista deu a partida ela desabou tudo que estava segurando, foi chorando em silencio o caminho todo, Selena não disse nada pois conhecia Demi, sabia que ela não ouviria nada, ela precisava daquele momento, só ela e mais ninguém.
-Qual é o problema do Joseph, hein? – Miley perguntou irritada entrando em casa e pondo um filme qualquer para as crianças assistirem.
-Miley, era inevitável, uma hora ela tinha que ir – Nick disse paciente.
-Nicholas, não, era diferente, eu sei que era e você sabe que eu não erro essas coisas.
-Você é uma feiticeira do amor agora? – ele perguntou – para de tratar o Joseph como se ele fosse aquele adolescente que a gente conviveu, ele é um homem agora e sabe muito bem o que fazer e como fazer.
-Eu não posso simplesmente deixar isso pra lá sabendo que ele vai se arrepender, Nick – ela foi para a cozinha preparar um lanche qualquer para as crianças – você sabe que ela foi a única desde que…
-Amor, isso não é problema nosso – Nick a cortou – eu sei que ela foi a única e eu também sei que não importa o que eu disser, você vai lá jogar na cara dele o quanto ele foi idiota – Miley riu – mas só escolhe as palavras, ok? Ele deve estar muito mal.
-Você sabe que eu não sei escolher palavra, pra mim é tudo muito claro.
-Eu sei – Nick riu – claro que eu sei, mas tenta.
-O que eu ganho com isso? – Miley mordeu os lábios.
-Controle-se, mulher, tem crianças na sala – ele riu, pegou um pedaço de queijo e saiu da cozinha – mais tarde a gente resolve isso.
-Vou cobrar – ela gritou em resposta.
-JOE – Nick gritou da varanda – bora, tem serviço demais pra hoje.
-Não to no clima – Joe respondeu da varanda.
-É mesmo? – Nick se virou irônico e depois voltou a andar em direção a porta dos fundos da oficina – eu também nunca to, não é nada legal feder a graxa, mas se eu fosse pelo meu “clima”, não teria comida na mesa, então…
-Tá, já entendi – Joseph respondeu contrariado.
No final do dia parecia tudo dentro da antiga rotina novamente, Joe trabalhou, até se distraiu, foi pra casa, tomou um banho e buscou Ronan para jantarem juntos e coloca-lo pra dormir, depois de explicar vária vezes o porquê de Demi ter ido embora, o menino finalmente se deixou vencer pelo cansaço, Joe apagou a luz e foi pra sala, pretendia se lotar de cerveja e assistir um jogo qualquer na TV, mas se assustou ao ver Miley parada na sala.
-Tá maluca?
-Teste para seu coraçãozinho – ela ironizou e se jogou no sofá.
-A vida já fez esse teste algumas vezes por você, não precisa, eu já passei – disse sério.
-Passou? Passou mesmo? – ela riu – claro, Joe, você supera tudo.
-A culpa não foi minha, Miley, ela iria embora de qualquer jeito – alterou um pouco o tom de voz.
-Ela se propôs a ficar durante a semana por você, o que te faz pensar que ela não ficaria pra sempre? – Miley revirou os olhos – ela estava mesmo mexida com tudo isso, Joseph, a vida te deu uma segunda chance de ser feliz, o que houve?
-Você acha mesmo, Miley, acha que ela aceitaria larga tudo por um cara como eu? – ele fez uma pausa – olha pra isso, não é uma mansão, não são móveis caríssimos, o sofá tem um buraco remendado e quando você deita uma madeira espeta sua costela, eu tive que por um tapete horrível no meu quarto pra esconder a parte do piso que soltou e a porta do meu armário cai quando eu abro rápido, você acha que uma mulher como ela viveria aqui?
-É uma pena, Joe – Miley se levantou – eu convivi bem menos com ela mas acho que a conheço mais que você, ela ficaria pra ser feliz, e não é de coisas materiais que eu estou falando, ela precisa de alguém tanto quanto você precisa dela, e eu nem vou entrar na questão do Ronan pra não pesar ainda mais sua consciência – caminhou até a porta da sala e abriu, falando antes de sair por completo – o tempo vai te mostrar o quanto ela vai fazer falta, torça pra que ela volte um dia e ainda tenha um espaço pra você.
Quando Miley foi embora ele se jogou no sofá e xingou mentalmente a madeira que machucou sua costela, ligou a TV mas não conseguia prestar a atenção, no fundo sabia que tinha feito a maior burrada da vida dele, mas de alguma maneira sentia que não conseguiria consertar tão cedo.

E aíííí ? Gente, vocês viram que fofa a nossa mente criativa ( lê-se: Larissa ) vindo falar com a gente aqui no blog ? Entendi o motivo de tanta chuva aqui na cidade. Enfim, cala boca, Carolina! Desculpa o sumiço, a Lala já explicou o porque, e é isso. Comentários ? xx

Ei, povo, tudo bem?

Então, aqui é a Larissa, a que escreve as fics, a Carol que posta e ela ta sem internet e por isso não ta dando pra postar sempre, espero que vocês entendam (:
Bem, eu vim aqui pra agradecer a vocês que estão lendo e comentando, eu sempre venho ler os comentários e significa MUITO pra mim, mesmo, obrigada.
E, ah, como eu sou meio louca e faço de tudo um pouco nessa vida, eu to vendendo cadernos personalizados de qualquer artista, se vocês quiserem dar uma olhada, só vir aqui http://www.facebook.com/wonderlandcadernos
É isso, gente, beijooooooooooos<3