sábado, 26 de janeiro de 2013

I Love You To The Moon And Back - Capítulo 8


Capítulo 8

-Então vamos lá – Joe disse enquanto encarava o armário.
-Você sabe cozinhar? Tipo, mesmo? – ela perguntou incrédula.
-Eu fui forçado a aprender, né – ele respondeu e pegou alguns ingredientes – vou fazer um macarrão que a minha mãe me ensinou.
-Fala sério, Joseph, macarrão até eu sei fazer – ela riu.
-Esse não é qualquer macarrão, Demetria.
-Não me chame de Demetria – ela respondeu séria.
-Mas você disse no ontem quando a gente se conheceu “Demetria pra você” – ele imitou a voz e os trejeitos dela fazendo-a gargalhar.
-Isso foi antes – respondeu corada por ele se lembrar da infantilidade dela.
-Ah, é? Mudou tanto assim em um dia? – ele provocou se aproximando.
-Você não faz ideia – sussurrou olhando-o nos olhos – quer dizer – balançou a cabeça negativamente.
-Eu sei – ele sorriu e ela esperou que ele a beijasse, mas recebeu apenas um beijo na testa – vamos ao macarrão.
-Claro – ela sorriu frustrada.
Depois de no máximo uma hora o tal macarrão estava pronto.
-Experimenta – Joe entregou um prato com um pouco de macarrão pra Demi, o queijo estava derretido por cima e tinham cubinhos de presunto.
Ela pegou o garfo meio receosa, pegou um pouco e colocou na boa arregalando os olhos logo em seguida.
-Meu Deus – ela sorriu – acho que nunca comi algo tão bom quanto isso.
-Sério?
-Não – ela sorriu sincera – brigadeiro é melhor.
-Briga o que? – ele torceu o nariz.
-Brigadeiro – ela repetiu mais devagar – é um doce que eu experimentei no Brasil.
-Você sabe fazer?
-Não – ela lamentou – infelizmente não faço ideia de como se faz aquilo, mas é muito bom.
-Um dia eu descubro como faz –ele sorriu – preciso saber se é mesmo melhor que meu macarrão de panela de pressão.
-Sim, é – ela falou pra implicar.
-Então você não vai comer – ele sorriu e tirou o prato da mão dela.
-Obrigada pelo favor – ela respondeu sorrindo.
-Hã?
-Nada – ela se apressou em dizer – vou chamar o Ronan.
Ela saiu correndo e foi até a casa de Miley, bateu duas vezes na porta e Justin abriu.
-Mas já tá assim, abrindo a porta da casa dos outros? – ela perguntou debochada.
-Nessa casa eu sou uma mistura de mordomo com babá – ele torceu o nariz e Demi riu mais – queria ir logo embora mas a Selena disse que vamos ficar essa semana.
-Tudo bem pra você? – ela perguntou corada.
-Relaxa, Demi, nós três estamos juntos – ele deu um sorriso perfeito – entra.
-Não, não, só vim chamar o Ronan para almoçar.
-Ronan – Justin entrou gritando o menino e Demi riu assim que viu o pequeno correr até ela com os braços esticados.
-Ta com fome? – ela perguntou o pegando no colo.
-Um pouco – “pouto”, ela sorriu.
-Então vamos que seu pai fez um macarrão delicioso – Demi disse – até mais tarde, Jus.
-Ei, que mania é essa de colo, carinha? – Joe perguntou quando viu Ronan entrar carregado por Demi.
-Deixa ele, Joe – ela disse sorrindo e colocou o menino no chão – vai lá lavar a mão que eu arrumo o seu prato.
Ele sorriu e foi correndo para o banheiro, ela voltou a se levantar e encontrou Joe a encarando.
-Desculpa – ela sorriu sem jeito – eu to acostumada a fazer isso com a minha irmã, e, ele é seu filho, desculpa mesmo, eu…
-Tá tudo bem, Demi – ele sorriu e ela se desmanchou por dentro. O que tá acontecendo, Demetria? Foco! Pensou – vamos almoçar.
Eles se sentaram e Demi ajudava Ronan a comer quando ele se enrolava, embora ele já soubesse se virar bem sozinho como se fosse mais velho, a esperteza dele impressionava a todos.
-Você vai comer só isso? – Joe perguntou.
-Exagerei no café – Demi respondeu sem jeito – não pense que eu não gostei do macarrão, é uma delicia, mas é que eu não to acostumada a comer tanto.
-Comer tanto? – Joe torceu o nariz – você quase não comeu, Demi.
-Comi sim, no café, por isso não posso exagerar agora – fez uma pausa e se levantou – inclusive, terminei, com licença.
Joe achou aquilo muito estranho mas não falou nada, Demi lavou seu prato e pediu pra tomar banho, ele apenas fez que sim com a cabeça e ela foi para o quarto.
Depois do almoço Ronan tomava uma mamadeira e dormia um pouco a tarde, era sempre assim, ele acabava de almoçar, ia para a sala ver desenho enquanto Joe lavava a louça e preparava a mamadeira do filho.
-Droga – Joe disse ouvindo seu celular tocar – Ronan – chamou mas ele não ouviu, então saiu da cozinha e foi para o quarto pegar o celular – Demi? – disse baixo ouvindo soluços no banheiro – Demi, ta tudo bem? – disse um pouco mais alto e ouviu um barulho maior seguido de uma tosse seca – DEMI – gritou preocupado e bateu na porta.
-Que é, Joseph? – ela respondeu baixo e ele ouviu o barulho da descarga.
-Abre a porta – ele disse.
-Atende esse celular, toque irritante – ela disse e dessa vez ele ouviu o barulho da torneira.
Ele desligou o celular sem ver quem era e bateu na porta mais forte.
-TO FALANDO PRA ABRIR.
-DROGA, JOSEPH – Demi se irritou, encarou o espelho mais uma vez e abriu a porta contrariada – o que é?
-Demi – saiu como um sussurro, assim que a olhou ele entendeu tudo que estava acontecendo, ela estava pálida e abatida, a boca estava um pouco vermelha e os olhos molhados – Demi, por que?
-NINGUÉM ENTENDE, JOSEPH, NÃO ENCHE – ela estava nervosa – POSSO TOMAR MEU BANHO AGORA?
-Para de gritar, por favor – ele disse baixo – vai assustar o Ronan.
-Desculpa – ela respondeu com lágrimas nos olhos – não conta pra ninguém, por favor.
-Demi – ele colocou uma mecha do cabelo dela atrás da orelha, deslizou delicadamente o polegar até o queixo dela e a puxou pela cintura com a mão livre – eu to aqui, pra tudo, eu sei que você precisa conversar, conta comigo, confia em mim, por favor.
Ela encarou ele por alguns segundos e simplesmente desabou, começou a chorar descontroladamente, Joe a pegou no colo como uma criança e a levou para a cama ninando-a como um bebê, era isso que ela precisava no momento, e era isso que ele faria, mostrar pra ela que ele se importava de verdade, mesmo sem saber o porquê, ele se preocupava.

Vocês estão me abandonando :( Comentários ? xx

Ps: Gente, a Lala tá escrevendo uma fic interativa, já tá no segundo capítulo, leiam  >Aqui< .