quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

I Love You To The Moon And Back - Capítulo 5


Capítulo 5

-Ou, banho – Joe disse para Ronan que correu para o sofá – depois desenho, já combinamos isso.
-Pai – ele reclamou.
-Ron – Joe disse sereno – se você gastar um tempinho agora para o banho, depois vai ter mais tempo para os desenhos, se assistir antes, depois vai jantar e vai dormir fedido.
O menino pareceu pensar no que acabara de ouvir, se levantou contrariado e foi para o banheiro.
-Eu vou dar banho nele, depois te mostro o quarto, se importa de esperar?
-Não – Demi suspirou, estava um pouco desconfortável – tudo bem.
Joe deu um banho rápido em Ronan, colocou o pijama de guitarra e penteou o cabelo dele, mandou o filho ir para a sala e aproveitou para tomar um banho e tirar aquele cheiro do trabalho, saiu do banheiro sem camisa, com uma bermuda larga e um pouco molhado ainda, encontrou seu filho e Demi rindo juntos de um desenho qualquer, a cena mexeu com ele, não pode deixar de pensar em Taylor, afastou os pensamentos e entrou na sala.
-Ou, falta uma parte, mocinho – pegou o secador de cabelo – você não pode dormir com esse cabelo molhado, só um segundo, Demi, já te mostro o quarto.
Ele ligou o secador na tomada e Ronan ficou de pé no sofá com um sorriso sapeca, Joe colocava o vento na barriga do menino, no rosto, fazendo-o rir, eles gargalhavam juntos e Demi admirava a cena.
-Agora você, pai – Ronan disse empolgado,
-Eu? O meu seca depois – ele respondeu.
-Não, eu fui, agora você, né, Demi? – o pequeno perguntou.
Demi estava meio em transe com a cena e com o corpo de Joseph que ela não pode deixar de notar, piscou rapidamente e sorriu.
-Acho justo, Ronan.
Joe sorriu e voltou a ligar o secador secando o seu próprio cabelo, Ronan se pendurou no braço do pai e o vento foi todo para seu rosto, eles voltaram a rir e Demi soltou uma gargalhada involuntária que chamou a atenção deles, pai e filho se entreolharam e os dois avançaram com o vento no rosto de Demi.
-MINHA FRANJA, JOSEPH, PARA – ela gritava e ria ao mesmo tempo – EU FICO HORAS PRA ARRUMA-LA, PARA, POR FAVOR.
Depois de alguns minutos ele se afastou demais e o secador saiu da tomada, ambos pararam e se encararam intensamente, Demi não sabia porque mas se sentia atraída por Joe, atraída demais, desceu o olhar para seu abdômen e corou, voltou a olha-lo quando a risada de Ronan rompeu o súbito silencio.
-Olha o cabelo dela, pai – ele disse divertido com uma risada infantil.
Ela se apressou em arrumar o cabelo e Joe pegou uma camiseta qualquer que estava pendurada no sofá e vestiu, Demi suspirou derrotada pois pretendia observar por mais um tempo aquela “escultura” tão perfeita pra ela.
-Acho que dei uma melhorada nesse cabelo – ele disse para implicar e ela bufou – vem, vou te levar até o quarto.
Pensamentos inundaram a cabeça dela, será que ele não sentiu nada do que ela sentiu enquanto eles se encaravam? As pernas bambas, o nó na garganta, o coração acelerado, nada? Respirou fundo enquanto o seguia pelo corredor, tinha que ir embora dali, não sabia como, mas pretendia estar longe ao amanhecer.
-É bem simples – ele disse abrindo a porta do quarto – mas é tudo que eu posso te oferecer, e é limpinho.
Ela encarou o lugar, uma cama de casal bem espaçosa, uma cômoda com uma TV não muito grande e alguns porta retratos, um armário com desenhos de Ronan e Eleanor colados na porta, isso a fez sorrir de leve.
-Ali é o banheiro – ele apontou para uma porta no canto do quarto ao lado do armário – você pode ficar a vontade, pode ligar a TV e tudo mais, a roupa de cama está limpinha, sei que não é como você está acostumada mas é tudo bem arrumadinho.
-Tá tudo ótimo, Joseph, obrigada pela gentileza – ela sorriu e ele se surpreendeu com a resposta – eu esqueci minha mala no ônibus.
-Eu busco pra você – ele disse prestativo.
-Não precisa – ela encarou a janela e viu que chovia lá fora – você vai se molhar.
-Posso procurar alguma coisa pra você – ele se virou e abriu o armário, abriu algumas gavetas e achou uma roupa razoável – acho que só tenho isso.
Ela encarou a calça de moletom preta e uma camiseta larga de banda, sorriu de leve.
-Bem parecido com o que eu costumo usar em casa.
-Não acredito em você – ele disse saindo do quarto – jantamos às oito e meia, não se atrase, aqui não tem serviço de quarto.
Demetria suspirou irritada, tava bom demais pra ser verdade, pensou, mal sabia ela que ele estava se punindo por sentir o mesmo que ela, por cada parte do seu corpo gritar por ela, por sua imaginação ser fértil demais em pensar que a Demi Lovato estava tomando banho no seu banheiro bem agora.
-Ah, Joseph – ele disse pra si mesmo e foi até a sala, se sentando ao lado de Ronan.
Passaram o jantar em silencio, a não ser pelas conversas repentinas de Ronan, depois que colocou o filho para dormir ele se aconchegou no sofá e ligou a TV.
-Passei para dar boa noite e – Demi disse baixo e Joe a encarou, ele estava sem camisa novamente, só conseguia dormir assim – agradecer.
-Tudo bem – ele voltou a olhar para a TV – boa noite, Demetria.
Ela rolou os olhos e foi para o quarto, encarava as fotos de Taylor espalhadas pelos quatro cantos, sabia que ela era a mãe de Ronan e sabia também que Joe ainda a amava, mas o que tinha acontecido? Depois de longos minutos, ela pegou no sono.
-EU REALMENTE NÃO ENTENDO – gritava – UMA HORA VOCÊ ME TRATA BEM E UM SEGUNDO DEPOIS VOCÊ ME IGNORA, VOCÊ NÃO PERCEBE, JOSEPH, EU GOSTO DE VOCÊ.
-MAS EU NÃO GOSTO DE VOCÊ, DEMETRIA, NÃO GOSTO DE VOCÊ – ele respondeu alterado.
Nesse momento Joe sumiu inexplicavelmente e uma garota apareceu como num passe de mágica, ela sorria encantadoramente, tinha um olhar infantil idêntico ao de Ronan, cabelos loiros e levemente cacheados, ela se aproximou lentamente e tocou o rosto de Demi.
-Você é a única que pode cuidar dele, Demi, faça-o feliz e avise a ele que eu estou bem.
Demi levantou da cama assustada, ela suava e respirava fora do compasso, seu coração parecia que iria explodir, resolveu ir beber um copo d’água, encarou a calça de moletom que havia tirado para dormir e imaginou que Joseph já estava apagado a essa hora, passou pela sala e não pode deixar de observa-lo, ele dormia feito um anjo, se agachou e fez um carinho de leve em seu rosto, mal sabia ela que ele estava acordado, sentindo cada toque dela.
-Por que você mexe comigo assim, hein, mecânico? – disse baixo e se arrependeu, levantou-se num pulo e foi beber água, ao voltar da cozinha viu que Joe estava sentado no sofá chorando, seu coração parou por alguns segundos depois voltou a bater de uma forma inacreditavelmente rápida – aconteceu alguma coisa?
Ele a encarou ainda chorando, o que Demi havia feito despertou nele algo que não sentia há séculos, podia ser só atração, físico, não fazia ideia do que era, só precisava de Demi ali, agora, a forma com que ela fez o carinho nele, o que ela disse, tudo nela despertava sentimentos adormecidos.
-Seria estranho se eu dissesse que estava esperando por você? – ele perguntou e ela lembrou do sonho e sorriu.
-Não – caminhou até ele e ele reparou que ela estava só com a blusa – não seria.
Quando estava perto o suficiente ele a puxou pela cintura e a beijou de uma forma meio urgente, afinal, estava sem nenhum contato com uma mulher há quase três anos.
-Joseph – ela disse entre o beijo mas ele não parou, desceu os beijos ate o pescoço de Demi e um gemido ficou preso em sua garganta – Joe – chamou de novo e o afastou meio relutante.
-Desculpa – ele disse envergonhado.
-Não, tudo bem – ela o encarou – mas estamos em um sofá – sorriu amarelo e ele concordou, se levantou com ela em seu colo deixando-a impressionada com a força que ele tinha e a carregou até o seu quarto.
Fechou a porta com os pés e a encurralou na mesma, com uma mão percorreu toda lateral do corpo dela por baixo da camisa e com a outra trancou a porta, sem interromper os beijos a colocou delicadamente na cama, isso encantava Demi, ele sabia exatamente o que fazer, era um equilíbrio perfeito entre o másculo e o delicado, se preparou para se deitar também quando encarou uma foto de Taylor na mesinha, naquele momento suas forças acabaram.
-Desculpa – ele disse baixo e voltou a chorar – eu não posso.

Tá aí o capítulo, espero que gostem (: Ah, assim que tá o > Cabelo da Demi < Comentários ?? xx