terça-feira, 8 de janeiro de 2013

I Love You To The Moon And Back - Capítulo 1


Capítulo 1

Joseph chegou em casa desolado, colocou delicadamente o bebê conforto no chão e encarou o panfleto de adoção, não sabia o que fazer, não sabia se conseguiria encarar tudo sozinho, se sentia perdido.
-Você disse que não faria isso – uma voz conhecida quebrou aquele silêncio que era entrecortado pelos soluços de Joe – você disse que criaria ele.
-Sai daqui, Miley – respondeu com dificuldade devido ao nó na garganta.
-Eu to tentando te ajudar, eu…
-EU SEI, VAI EMBORA – gritou, a menina se assustou e resolveu deixa-lo sozinho.
Ainda perdido ele caminhou e se sentou ao lado do bebê que dormia serenamente, encarou aquela criança tão pequena, tão dependente dele.
-É, carinha, somos só nós dois – ele disse triste, o som da sua voz despertou a criança que abriu os olhinhos com dificuldade – desculpa, não queria te acordar – Joseph sorriu sem jeito – isso tudo aqui é culpa sua – a criança ainda o encarava – você levou o amor da minha vida, ela se sacrificou pra que você existisse, e pra piorar você ainda vem com os olhos dela – ele abaixou a cabeça por alguns instantes e voltou a olhar para seu filho – e o pior de tudo é que eu não consigo te odiar nem por um segundo.
O pequeno torceu o nariz como se anunciasse que choraria a qualquer momento, Joe se desesperou, não sabia o que fazer quando o inevitável aconteceu, aquele choro agudo invadiu a sala, por inexperiência Joseph se irritou, deu um murro na parede e voltou a chorar.
-Como eu queria você aqui – encarou a foto do dia do seu casamento e sorriu de leve, voltou a olhar seu filho pegando-o todo desajeitado – MILEY – gritou da janela da sala e ouviu a resposta imediatamente – preciso de você.
Miley logo apareceu na sala, Joe a encarou como se pedisse desculpas e ela sorriu de leve, pegou a criança no colo e passou o dia ensinando a ele tudo que precisaria, todos sabiam que não seria fácil mas Joe insistiu que queria fazer tudo sozinho.
-Pronto – ela encarou o bebê que dormia calmamente no berço, já era noite e ela passara o dia todo ajudando Joseph – banho tomado, fralda trocada, tudo certo, ele deve resmungar pra mamar mas não dê nada, só daqui a umas duas ou três horas, tem que ter horário certo, ele já está grandinho – olhou de novo para o bebê – já decidiu o nome? Ele já tem três meses e ainda não foi registrado – apertou os lábios lembrando dos meses em que o bebê passara no hospital se recuperando depois de seu arriscado nascimento.
-Já – Joe respondeu encarando o filho – vou registrá-lo amanhã, pode deixar.
-Tudo bem então – sorriu de leve – deixa eu ir preparar o jantar para o seu irmão e para a sua querida sobrinha, qualquer coisa, grita.
-Pode deixar – eles se abraçaram – avisa o Nick que assim que eu puder eu vou voltar para o batente.
-Não se preocupe com isso, Joe, ele se vira bem na oficina, você tem outra prioridade agora – olhou mais uma vez para o berço – boa noite.
Eles se abraçaram rapidamente mais uma vez e ela saiu, Joe sabia que poderia contar com Miley para ajuda-lo, ela era casada com seu irmão mais novo, Nicholas, eles tinham uma oficina mecânica que fora herdada do pai, moravam nos fundos da oficina no mesmo quintal, Joseph em uma casa, Nick, Miley e a pequena Eleanor em outra.
-Como ele está? – Nick perguntou recebendo a esposa com um selinho.
-Bem, um pouco assustado mas bem – torceu o nariz vendo que Nick segurava a filha com o macacão sujo.
-Acha que ele vai conseguir se virar? – perguntou colocando Eleanor no cercadinho e desabotoando o uniforme.
-Acho que sim – Miley sorriu – vai tomar banho enquanto eu faço o jantar – ordenou pois odiava quando Nick deixava o macacão na sala – e para de deixar a sua filha com fedor de graxa.
-Você eu posso – puxou-a pela cintura e beijou seu pescoço.
-Sai que você tá fedendo – Miley sorriu.
-Ah, você não gosta, é? – Nick provocou e a puxou pra mais perto enquanto fazia cócegas em sua barriga, até Eleanor ria alto de seus pais.
-Eu te prometo que seremos felizes – Joe disse baixo para seu filho ouvindo as risadas que vinham da casa de seu irmão – eu prometo, Ronan.

2 comentários:

  1. aaawwwnn que lindooooooooooooooooooooooooooo postaaaaaaaaaaaa maissssssssssssss

    ResponderExcluir
  2. selinho pra vc!!
    http://historiassobrejemii.blogspot.com.br/2013/01/selinho.html

    ResponderExcluir