sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Everything Has Changed - Capítulo 75


Capítulo 75

-O que ele tá fazendo aqui? – ela perguntou com dificuldade.
-Não faço ideia – Nick se mostrou enfurecido.
-Nossa, uma reuniãozinha apenas – Joe debochou, Nick havia dito a ele que seria apenas ele, Miley e Demi, e pediu educadamente para que Joseph não aparecesse por lá pra não ficar um clima chato.
-O que você quer? – Nick perguntou sem paciência e apertou mais Demi contra seu corpo, Joe trincou a mandíbula.
-Pretendia apenas pegar meu celular que eu esqueci – ele olhou em volta – mas acho que vou ficar pra ver se recupero outra coisa – ele olhou pra Demi que revirou os olhos.
-A festa é minha, não quero você aqui – ela disse com raiva.
-A casa é minha – ele rebateu e se aproximou dela – eu fico, DemDems.
Demi bufou e saiu a procura de Miley irritada.
-Cara, não estraga as coisas.
-Não estraga as suas coisas – Joe retrucou.
-Você é tão infantil, Joseph, a Demi não é um brinquedo – Nick saiu dali com raiva.
Joe sorriu de lado e foi procurar algo pra beber enquanto Demi ainda procurava Miley no meio de tanta gente.
-Finalmente, Miley – ela disse – AH – gritou quando sentiu alguém a pegando no colo.
-PARABÉNS, ANÃ – Liam gritou e girou ela no ar.
-OBRIGADA, AGORA ME SOLTA, EU VOU MORRER – ela gritou em resposta.
-Liam, solta ela, qualquer metro e meio pra ela é muito alto – Miley debochou.
-Nossa, que engraçada – Demi disse com um sorriso irônico, arrumando o vestido – o Joe ta aqui – despejou sem esconder o tom de desespero na voz.
-Sério? – Miley perguntou assustada – droga, ele não vai querer ir embora.
-Exatamente, disse que a casa é dele e que vai ficar.
-Bom, só posso te desejar boa sorte – Miley sorriu – você não é mais uma garotinha, sabe o que faz, não é?
-Sim, mas – Demi abaixou o olhar.
-Tenho certeza que você vai saber o que fazer – Miley a abraçou forte e cochichou no ouvido dela – some agora porque eu e o Liam estamos – fez uma pausa – nos dando MUITO bem.
Demi gargalhou e deu uma piscadinha para a amiga quando elas se afastaram, resolveu ir para o jardim pra por as ideias no lugar, não podia negar o fato de que Nick e Joe mexiam muito com ela, de formas diferentes, mas mesmo assim.
-O que faz sozinha aqui?
-Estava tentando – ela frisou essa palavra – ter um pouco de paz, mas sempre tem alguém pra atrapalhar – se virou pra ele e cruzou os braços.
-Eu sei que só atrapalho sua vida, desculpa por isso – ele respondeu – não gostou do meu presente?
Instintivamente ela levou a mão até o pescoço e sentiu apenas o cordão que Nick lhe dera há tempos atrás.
-Nem vi o que era – mentiu.
-Aham – Joe riu de leve – e passou a mão no pescoço porque?
Demi revirou os olhos e bufou, estava começando a ficar impaciente, percebendo seu nervosismo, Joe se aproximou mais.
-Você nunca mais vai ter aquela chave de volta – ela respondeu irritada.
-Demi, Demi – ele sorriu – você não entendeu ainda que eu não vou desistir? Você é tudo pra mim e me mostrou o amor.
-É, mesmo conhecendo ele você soube desperdiçar – ela sorriu irônica – não confio mais em você.
-Eu sei que não – ele respondeu baixo e visivelmente envergonhado – sei também que é quase impossível recuperar a confiança de alguém – fez um carinho de leve no rosto dela – mas eu vou te esperar, Demi, e eu vou conseguir fazer com que você enxergue que o seu lugar é do meu lado.
-Acho difícil que você consiga – retrucou e retirou a mão dele do rosto dela – eu estava morrendo de saudades de você, a gente se falava por telefone, skype, enfim, de todas as formas possíveis, você some do nada e a minha única preocupação era saber como você estava, tive a chance de te ver em um programa de TV, fiquei inquieta o dia todo pra assistir, só queria ver seu sorriso e ter certeza de que você estava bem, mas tudo que eu vejo são os boatos que me atormentaram e você me jurou que eram falsos, se concretizando – ela começou a chorar desesperadamente – tem noção de como eu me senti uma idiota? – tentou secar as lágrimas mas foi em vão – meu mundo acabou naquele momento, todos me avisaram que você não valia a pena, mas eu insisti porque eu realmente achei que eu era diferente – encarou ele com frieza – pode rir, Joseph, você me fez pensar que eu era importante.
Ele tentava não chorar, mas ao ouvir essa ultima frase e a frieza que ela usou, ele desabou, não sabia o que fazer, se punia mais do que o habitual por tê-la deixado tão magoada.
-Dems, eu – ele engoliu o choro e respirou fundo – eu sei que eu errei, eu sei que fui um idiota, eu conheci a Ashley e ela me fez sorrir na pior época da minha vida, quando você não estava aqui, droga, Demi, eu não pretendia ficar com ela – ele enxugou as lágrimas – mas eu estava muito mal, você não tem ideia, e você estava tão bem lá, quer dizer, você sempre estava ocupada com a sua família, eu entendo, eles ficaram seis meses sem te ver, mas isso me deixou tão sozinho porque você era a única que, antes de ser o amor da minha vida, era a minha melhor amiga, você conheceu um Joe que ninguém nunca conheceu, esse Joe aqui, que chora por uma garota e não se vê vivo sem ela.
-Não mesmo – Demi negou com a cabeça – o Joe que eu conheci iria me esperar, o meu Joe não magoaria outra garota pra se satisfazer, o meu Joe nunca faria o que você fez – ela parou e falou baixo – ou você atuou o tempo todo comigo ou tá atuando agora, mas acho que já sei a resposta – se virou pra sair dali mas ele a segurou.
-Não, Demi, eu te juro – eles se olhavam intensamente – eu juro que eu não menti enquanto estava com você, aquele era eu, de verdade, eu só te peço uma chance pra me deixar arrumar essa burrada que eu fiz, por favor – ele olhou pra baixo com lágrimas nos olhos – eu não aguento mais ficar sem você.
Eles se aproximaram lentamente, naturalmente uma das mãos de Joe foi até a cintura de Demi a puxando pra mais perto, eles se encaravam e sabiam o que iria acontecer.
-Demi, eu – Nick chegou mas se calou quando viu a cena – desculpa, não queria atrapalhar – disse triste e saiu correndo dali.