quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Aviso!

Fiquei de postar um vídeo com a sinopse da próxima fic, né ? Eu, muito esperta, perdi o vídeo, vou ter que refazer. Outra coisa, tem uma super surpresa pro fim de Evertything Has Changed. Aos novos leitores, sejam bem-vindos :D Comentem, me façam feliz. E essa surpresa no final da fic só depende de vocês, hahha. Sim, sou chantagista. É uma suuuuuper surpresa xD Comentem aqui, galera. Vocês querem Jemi ou Nemi ?

Everything Has Changed - Capítulo 74


Capítulo 74

-Alô – Demi disse com a voz de sono, seu celular berrava do seu lado forçando-a a acordar.
-PARABÉNS, VINTE ANOS – a pessoa gritou empolgada do outro lado da linha.
-Obrigada – Demi disse ainda muito sonolenta – quem é?
-A Kelly Clarkson.
-O QUE? – Demi deu um pulo da cama e a pessoa começou a gargalhar, com o susto ela acordou e reconheceu a voz – Miley, sua idiota.
-Nossa, meu amor por você não significa nada? – reclamou.
-Idiota – Demi repetiu rindo.
-O que vamos fazer hoje? – Miley perguntou empolgada.
-Nem inventa, não vamos fazer nada – Demi a cortou.
-Mas que chata – Miley revirou os olhos – nem um filminho pra não passar em branco? Tipo, eu, você, o Nick – ela riu – pipoca, brigadeiro…
-Ok – Demi aceitou finalmente – mas não vai dar pra ser aqui em casa, estão todos aqui.
-E eu to reformando a cozinha – Miley respondeu – vou ligar para o Nick e resolver tudo com ele, te mando uma mensagem dizendo a hora e o local, beijos, aniversariante linda.
E desligou, sem deixar Demi responder, sem outras opções, ela levantou e foi tomar banho, quando saiu sua mãe estava entrando em seu quarto.
-Que susto, mãe – Demi sorriu.
-Vim te pedir a roupa suja, seu pai está indo levar para a lavanderia – Dianna explicou.
-Tá no cesto – ela disse e foi se trocar.
-Demi – Dianna chamou de dentro do banheiro – tem uma caixinha no bolso da sua calça – ela paralisou, o presente de Joe, havia se esquecido.
-Eu esqueci completamente, foi um menino da banda que me deu de presente – mentiu – pode deixar ai na mesinha de cabeceira.
Dianna concordou e saiu do quarto levando as roupas, Demi esperou até correr para ver o que Joe havia comprado, abriu a caixinha e viu uma corrente com um pingente de chave, junto um papelzinho dobrado e escrito a mão.
“Espero que me perdoe um dia, essa chave é sua, quando eu voltar a ser o dono do seu coração, você vai me devolvê-la e eu nunca vou deixar mais ninguém se aproximar. Te amo, Dems”
Ela sorriu boba mas logo se obrigou a ficar séria, guardou tudo na gaveta da mesinha e suspirou.
-Você tem que se decidir, Demetria, tem que se decidir – disse pra si mesma enquanto respirava fundo, seu celular apitou anunciando uma nova mensagem.
“Na casa do Nick às oito, vá BEM arrumada, por favor, e não se preocupe, a área vai estar limpa, se é que me entende”
Demi suspirou, discutir com Miley seria perda de tempo, foi pensar na roupa que usaria de uma vez, como era seu dia de folga, ou como gostava de chamar, feriado particular, ela passou o dia todo com a família, fizeram um churrasco na hora do almoço e passaram um bom tempo juntos, quando se deu conta, já eram sete da noite.
Tomou um banho rápido e vestiu um vestido perolado e um pouco decotado, fez um rabo de cavalo soltou e colocou um sapato alto claro.
-Uau, mas não era só uma reunião com os amigos? – Dallas perguntou ao ver a irmã chegando toda produzida na sala.
-A Miley pediu pra ir toda arrumada, e se eu bem a conheço, ela tá aprontando uma – Demi sorriu de lado.
-No fundo você sabia que não ia conseguir fugir dela – Dianna comentou.
-Pois é  - Demi pegou as chaves do carro.
-Juízo, pelo amor de Deus – Eddie disse olhando para a chave.
-Relaxa, pai – ela respondeu saindo de casa – beijos, não tenho hora pra voltar.
Ela dirigiu cautelosamente até a casa dos Jonas, quando entrou no condomínio mal podia acreditar no que via, carros e mais carros estavam estacionados em frente a casa, Demi bufou.
-Alguém vai morrer hoje – sorriu irônica e desceu do carro discando o numero da amiga – Miley, o que significa isso? –perguntou – eu imaginava que você iria dar uma festa, mas não A festa do ano.
A casa estava toda decorada, o jardim iluminado como nunca, a musica estava alta e os que chegavam estavam animados, pessoas que Demi nunca vira na vida, tanto que passaram por ela sem parabeniza-la pelo aniversário.
-Nem está tão grande assim – Miley se defendeu – to na porta te esperando, entra aí, a festa é sua – riu e desligou o telefone.
Demi arrumou o vestido, pensou em voltar em casa e por um mais sofisticado, mas resolveu entrar de uma vez, se negasse isso a Miley, ela ficaria triste, passeou elegantemente pelo jardim despertando olhares de todos os meninos.
-Meu Deus – Miley soltou ao ver Demi se aproximando – NICK, VEM AQUI – gritou o menino que recebia algumas pessoas.
-Oi – ele disse chegando perto dela e Miley apontou com o queixo fazendo-o seguir o olhar pra onde ela apontara – wow – soltou por instinto.
-Você é retardada, garota? – Demi perguntou sem perceber que Nick estava ali olhando pra ela com cara de bobo – eu nunca vi essas pessoas na vida.
-Bem – Miley respondeu sem se importar – ali está a sua banda – ela apontou para o grupinho perto da entrada – a Selena e o Justin devem estar se comendo em algum lugar aí dentro, o Alex também ta por aí e – ela olhou em volta – o Nick está bem aqui te secando.
Demi olhou pra ele e sorriu, Nick abaixou o olhar corado e voltou a encara-la com um sorriso sem graça.
-Você está linda – ele disse e a abraçou forte.
-Obrigada – ela sorriu em resposta.
-Vem – Miley a puxou pelo braço pra dentro da festa, Demi não acreditava no que via, a musica alta empolgava a multidão que dançava animadamente, elas andaram até um palco improvisado e Miley pegou o microfone – boa noite a todos e obrigada por atenderem esse meu pedido de ultima hora – todos riram pra ela – bem, essa é a nossa linda aniversariante E futura sensação da musica pop – ela sorriu pra Demi – vamos aplaudir a Demi Lovato, pessoal – todos começaram a gritar e aplaudir Demi, depois puxaram um coro de “parabéns pra você”.
-Obrigada – Demi agradeceu meio sem graça – divirtam-se.
O DJ voltou a tocar e todos retomaram as suas danças, paqueras e afins, Demi suspirou aliviada e desceu do palco, parando pra falar com todos e agradecendo gentilmente a presença deles e os parabéns.
-Demi, parabéns – uma menina linda se aproximou dela, sorriu ao reconhecer.
-Taylor – retribuiu o abraço – obrigada.
-A Miley me disse que fez tudo isso em uma tarde, eu ainda me surpreendo com ela.
-Pois é – elas riram – eu não sabia de nada.
-Ela me falou isso também, ainda bem que ela não sabe o dia do meu aniversário.
-Sorte sua – Demi riu e elas conversaram por um tempo até que alguém a puxou pelo braço.
-Uma dança?
-Alex? – eles se abraçaram –que saudade, por onde você andou?
-Trabalhando – ele voltou a puxá-la pelo braço – ainda bem que deu tempo de te dar os parabéns.
-Você vai voltar pra Paris? – ela perguntou triste.
-Era inevitável, pequena, você sabe – ele fez um carinho na bochecha dela – meu voo sai essa madrugada.
-Você nem vai ficar até o final então? – ela fez um biquinho.
-Os mais famosos saem no auge da festa – ele debochou – vamos dançar.
Eles ficaram juntos quase toda a festa, dançavam e se divertiram muito, Nick estava se mordendo de ciúmes e Miley tentava acalma-lo.
-Dá pra relaxar? – ela disse pra Nick – eles são amigos há anos, não começa de ciúme bobo que eu faço sua caveira pra ela.
-Eu sei, Miley, mas – ele tentou dizer.
-Até depois – Miley sorriu maliciosa pra porta onde Liam entrava meio perdido com o ambiente lotado.
-Ótimo – Nick disse e bufou.
-Sempre pontual – Miley sorriu chegando perto de Liam, eles se abraçaram calorosamente.
-Olha quem está me cobrando pontualidade – ele brincou – isso aqui ta incrível.
-Me deu um trabalho arrumar tudo em uma tarde – ela comentou.
-Só você dizer seu nome e as coisas acontecem – ele riu – vamos dançar.
A festa estava no auge, todos se divertiam como nunca, Demi e Alex dançavam juntos o tempo todo até que ele teve que se despedir.
-Mas já? – ela perguntou triste.
-Desculpa, pequena, fiquei o máximo que eu pude – ele disse e desviou o olhar pra não chorar avistando Nick encarando eles, pegou-a pela mão e foi até Nicholas.
-Aconteceu alguma coisa? – ele perguntou tentando disfarçar.
-Eu to voltando pra Paris – Alex disse sério, Demi olhava sem entender – cuida dela, cara, sei que você é o único que pode fazer isso.
Nick sorriu e estendeu a mão para Alex que correspondeu ao cumprimento.
-Sempre – finalmente disse e olhou pra Demi – cuidarei dela com a minha vida.
Demi abraçou Alex mais uma vez e ele saiu da festa, seu coração estava apertado, não sabia se voltaria a vê-lo de novo, voltou a olhar pra Nick com lágrimas nos olhos e ele apenas abriu os braços para que ela se aconchegasse neles, ali ela se sentia segura e bem, fechou os olhos por alguns segundos e voltou a abri-los, nesse momento seus batimentos pararam e o ar lhe faltou, Joseph caminhava lentamente em direção a eles.