segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Everything Has Changed - Capítulo 71


Capítulo 71

-Não to entendendo nada – Dallas disse se aproximando de Demi e Miley que conversavam animadamente – você não tava com o irmão dele? – ela perguntou olhando desfarçadamente para Nick que dava dicas para Mike.
-Não estou mais – Demi suspirou – nunca estive de fato – sussurrou pra si mesma e voltou a olhar a irmã – o Nick é meu amigo mais próximo e nós o convidamos.
-Uhum, ele te olha com essa cara de bobo e é seu amigo – Dallas debochou.
-Vocês tem essa obsessão – Demi disse assustada – nunca rolou nada entre a gente.
-Olha a cara dela quando fala nele, Dallas – Miley sorriu e cutucou Dallas com o cutuvelo – diz se não é questão de tempo pra eles ficarem juntos?!
-Também acho, sempre preferi ele e – Dallas se auto interrompeu e encarou Miley – mas ele não namorava com você?
-Já vi que a lerdeza é de família – Miley riu – nós terminamos numa boa, ele tá afim da Demi sim.
-Que estranho isso – Dallas torceu o nariz – enfim, ele tá mesmo mega afim de você.
-Agora vou ter que aturar as duas? Ninguém merece – Demi revirou os olhos e saiu, deixando as duas empolgadas conversando sobre maquiagem.
Caminhou para fora da casa sem ser notada, andou pelo jardim admirando as flores que sua mãe cuidava com tanto amor, todas perfeitamente belas e perfumadas, parou em frente a uma roseira carregada de maravilhosas rosas, fechou os olhos e inspirou aquele perfume que amava,
-São as suas favoritas? – uma voz familiar a trouxe para a realidade, ela deu um leve pulinho de susto e se virou pra ele.
-São – sorriu em resposta ao sorriso dele – você gosta?
-Prefiro flores do campo – ele disse enquanto se aproximava.
-Flores do campo? – Demi perguntou.
-É – Nick reafirmou, puxou uma flor que lhe agradace e prendeu delicadamente no cabelo dela – elas são simples mas mesmo assim fazem tudo ficar ainda mais bonito – ele desceu a mão fazendo um carinho no rosto dela – mesmo quando isso parece impossível.
Ela corou e abaixou o olhar por instinto, seu coração batia fora do compasso, o perfume dele se misturava com o das flores deixando o ambiente ainda mais irresistível, ela brincava com seus dedos mostrando seu nervosismo, até que ele passou a mão pela lateral do rosto dela, suspendendo seu rosto delicadamente pelo queixo obrigando-a a fita-lo.
-Eu não vou te obrigar a nada, eu não posso, na verdade – ele começou a dizer, sua voz estava baixa, quase um sussurro – mas tá cada vez mais difícil controlar o que eu to sentindo, eu não quero estragar a nossa amizade, então, não se afasta de mim por esses meus impulsos idiotas – ele pediu, o tom de suplica em sua voz era perceptível.
Demi ouvia tudo atentamente, embora o hálito dele a intorpecesse de uma forma que ninguém conseguia, ela o olhava bem nos olhos, ele correspondia a tudo com a mesma intensidade enquanto fazia um carinho de leve no rosto dela com o polegar esperando ela se manifestar.
-E se eu tiver um impulso idiota? – Demi finalmente disse, ela também sussurrava, o ar lhe faltava de uma forma inexplicável.
-Eu não sei – Nick esboçou um meio sorriso e ela se afastou dele subtamente deixando-o decepcionado.
-Como eu fiquei com essa flor? – ela mudou de assunto enquanto fazia uma pose boba.
-Ainda mais linda – ele disse rindo dela.
-Deixa eu ver como fica em você – ela retirou do cabelo dela e voltou a se aproximar.
-Claro que não, sua louca – ele riu e deu um passo pra trás.
-Ah, ninguém vai ver, tenho certeza que vai ficar linda, ops, lindo – debochou gargalhando.
-Para, Demeria – ele disse rindo.
-Por que? Sua masculinidade é provada com uma florzinha no cabelo, Jerry? – provocou com um tom sedutor que o fez estremecer, desistiu de se afastar e ela se aproximou com facilidade – bem melhor – sorriu e ficou nas pontas dos pés para alcançar onde queria por a flor, se apoiou no ombro dele que fechou os olhos sentindo o perfume do cabelo dela – agora sim – ela se afastou e o observou corado, passou lentamente os braços pelo pescoço dele, que respondeu a envolvendo pela cintura, sem pensar nem mais um pouco ela o beijou, era um beijo suave, lento, apaixonante, como se eles não fossem ter outra oportunidade e quisessem guardar cada segundo daquilo, ele apertou a cintura dela trazendo-a mais para si, a envolveu com seus braços como se fosse protegê-la de tudo que pudesse acontecer, o beijo foi longo e seria mais se não precisacem de ar, eles se separaram relutantes, com pequenos beijinhos e sorriso bobo nos lábios.
-Por que você fez isso? – Nick perguntou ofegante, encostando sua testa na dela.
-Foi meu impulso idiota – ela riu também ofegante.
-Podia ter avisado.
-Se eu tivesse avisado não seria um impulso – ela disse e riu sem jeito.
-É verdade – ele concordou e se afastou, sem solta-la do abraço – pode fazer mais vezes.
Demi sorriu corada e eles ouviram alguém se aproximar, se afastaram repentinamente mas ela começou a gritar.
-AAAAAAAAAAAAAH, FINALMENTE – correu e pulou no colo de Nick, depois abraçou Demi – tavam se pegando que eu sei, e nem adianta fazer essa carinha de santa.
-Miley – Demi a repreendeu.
-A gente conversa sobre isso depois – ela deu um sorrisinho – eu tava te caçando pra me despedir, enfim, desculpa atrapalhar o casal.
-Miley – foi a vez de Nick.
-Ela beija melhor que eu?
-MILEY – os dois gritaram juntos e Miley começou a gargalhar.
-Eu to brincando, seus idiotas – ela riu e abraçou os dois – beijos, te ligo mais tarde – disse pra Demi – tchau, Nicknick – sorriu e saiu do jardim correndo.
-Eu adoro essa garota – Demi disse rindo.
-Ela é incrível – ele concordou e Demi se surpreendeu com a onda de ciúme que a invadiu, ela não estava entendendo como ele fazia ela sentir isso tudo tão rápido, como resultado disso, seu rosto tomou uma expressão séria – que cara é essa? – ela tentou desfarçar sem sucesso, ele se aproximou e a beijou na testa – achei que tivesse ficado claro que eu prefiro você.
Demi sorriu corada e se soltou do abraço indo em direção a entrada da casa.
-É melhor a gente ir – eles trocaram um olhar cúmplice e entraram juntos rindo de qualquer coisa pra disfarçar, não sabiam o que seria dali pra frente, mas algo crescia assustadoramente dentro dos dois, e eles não aguentariam esconder por muito tempo.


Reta final! Vou postar um capítulo por vez agora, e quero comentários, pra esse final ficar bem emocionante! 
P.S.¹: Fãs de Jemi, não me matem e não parem de ler, pelo amor do amor, aguardem.
P.S.²: Fãs de Nemi, não se entristeçam com o P.S.¹, aguardem também.