terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Everything Has Changed - Capítulo 48


Capítulo 48

Demi sorriu ainda mais e escutou todos os planos que L.A. tinha pra ela, eles conversaram por horas, ela pode esclarecer suas duvidas e ele a explicou como tudo funcionava por lá, ela pegou o contrato e guardou para seus pais lerem, eles iriam analisar e no dia seguinte ela traria a resposta.
-Sem pressa, querida – L.A. disse sorrindo – queremos que você fique conosco, mas a decisão final é sua, entre em contato quando quiser – ele entregou um cartão e ela guardou em sua bolsa.
-Obrigada, de verdade – Demi disse sem parar de sorrir, eles se despediram e ela saiu da sala discando o numero de Miley.
-AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH, QUERIA TER VISTO – Miley gritava no saguão quando viu Demi saindo do elevador e desligando o telefone.
-Eu não acredito, Miley – Demi sorriu e abraçou a amiga – ele amou, ele chorou, eu fiz o L.A. Reid chorar enquanto eu cantava, AI MEU DEUS.
-Eu sempre soube que você seria capaz, Demi – Miley sorriu.
-Contratada? – Taylor apareceu do lado delas enquanto abraçava Miley.
-Sim, eu acho – Demi disse – eu to levando o contrato para os meus pais darem uma olhada.
-Ela tá contratada, Tay – Miley se meteu – com certeza.
-Bem vinda então, Demi – Taylor a abraçou – bom, vou pra casa, preciso descansar, apareça mais vezes, Miley – ela sorriu.
-Pode deixar – Miley respondeu enquanto Taylor se  afastava – de onde vocês se conhecem?
-Ela estava na sala do L.A. quando eu entrei – Demi disse sem muita importância.
-Nossa, Demetria, algumas horas aqui e já está achando super normal conhecer a Taylor Swift – Miley zombou.
-Eu sou amiga da Miley Cyrus, então – elas riram juntas, o celular de Miley começou a tocar.
-To no saguão – ela disse e logo desligou.
-Quem era? – Demi perguntou torcendo o nariz enquanto Miley focava o olhar por cima de seu ombro em direção aos elevadores.
-Droga – ela disse baixo e Demi se virou para ver quem estava vindo mas Miley a segurou pelo braço – poxa, Demi, seu cabelo tá tão lindo – ela continuou puxando Demi para fora da gravadora.
-Você já disse isso tipo, um milhão de vezes – Demi riu enquanto elas andavam em direção ao estacionamento – o que tá acontecendo?
-Nada – Miley tentou disfarçar.
-MILEY, ONDE VOCÊ VAI? – uma voz familiar fez com que Demi se virasse.
-NICK – ela gritou e correu até ele, nesse momento Joe saiu da gravadora, Demi parou imediatamente.
-Demi? – Nick perguntou sorrindo, ele correu até ela e a abraçou – como você tá diferente, você está perfeita.
Joe olhou assustado para a cena, ele olhou pra Miley que apenas desviou o olhar, eles não estavam se falando desde a ultima premiação.
-NICHOLAS, SEU IMPRESTÁVEL – Miley correu até eles e tacou a bolsa no ombro de Nick.
-O que eu fiz? – ele perguntou assustado.
-Você disse que estava sozinho – ela bufou em direção a Joe que encarava Demi assustado – eu ia te fazer uma surpresa – ela olhou pra Demi – mas você estragou tudo – voltou a encarar Joe furiosa.
-Eu achei que estar na gravadora já ficava subentendido que eu estava com os meus irmãos – ele explicou – como eu ia adivinhar?
-Tudo bem, Miley – Demi disse sorrindo fraco e abraçou Nick de novo – que saudade que eu estava de você.
-Eu também – Nick a soltou e olhou pra ela mexendo em seu cabelo – Pietro?
-Aham – Miley disse sem se preocupar em esconder o orgulho – ela está linda, não está?
-Linda? – Nick perguntou fazendo careta – tá perfeita, Demi.
-Eu sei – Demi sorriu e deu uma voltinha, nesse momento Joe quase babava.
-Nick – ele chamou – a gente tem que ir – ele olhou para o chão enquanto brincava com os dedos, era claro seu nervosismo.
-Oi, Joseph, tudo bem? – Demi perguntou.
O tom indiferente em sua voz teve o efeito de um soco em Joe, ele levantou o olhar e encontrou uma outra pessoa, não era mais aquele rostinho de menina que ele estava acostumado, Demi agora era uma mulher, uma mulher tão linda, mas tão perfeitamente linda que ele se sentiu o cara mais idiota do mundo por tê-la largado, principalmente por ela ter cumprido sua promessa de que voltaria, ela estava ali, mas ele não cumpriu sua parte, não estava esperando por ela.
-Tu-tudo be-bem – ele gaguejou tentando engolir o nó em sua garganta – e você?
-Estou ótima – ela sorriu.
-Demi, eu queria te pedir desculpas, eu – ele se apressou em falar mas Demi o interrompeu.
-Então, Nick – ela deu as costas para Joe que arregalou os olhos – eu estou praticamente contratada – ela deu pequenos pulinhos.
-SÉRIO? – ele perguntou e ela fez que sim com a cabeça – precisamos comemorar.
-Eu sei – Demi falou – como eu to morando aqui agora eu preciso conhecer os lugares mais legais e tal.
-Pode deixar, a gente vai sair bastante – Nick disse sorrindo.
-Aham, como se a gente tivesse muito tempo – Miley zombou – mas eu vou te levar em umas festas muito boas.
-Acredite, de festas ela entende – Nick comentou – são realmente muito boas, até eu que não curto muito essas coisas me divirto.
-E tem MUITO homem bonito – Miey disse e Nick olhou pra ela – graças a Deus eu já tenho o meu – ela se consertou.
-E eu to precisando de um – Demi completou rindo, Joe abaixou a cabeça de novo.
-Então fechado – Miley disse sorrindo por dentro em ver Joe visivelmente abalado com tudo aquilo, e gostou de Demi ter entrado no jogo – a gente se fala então, amor.
-Ok, quando vocês decidirem onde nós vamos, me ligue – Nick disse – agora vem cá que eu to morrendo de saudades – ele e Miley começaram a se beijar no meio do estacionamento.
-Meu Deus, procurem uma cama, por favor – Demi comentou rindo – vou te esperar no carro, Miley – ela se virou e deu de cara com Joe – quer alguma coisa?
-Você sabe que sim – ele sorriu pra ela e ela logo entendeu, se aproximou dele lentamente encostando seu nariz no dele, Joe sorriu vitorioso se sentindo por ela não resistir a ele.
-Agora você já tem quem te dê o que você quer – Demi sussurrou nos lábios dele – não precisa mais de mim – ela disse ainda provocando, se afastou dele e encontrou um Joseph completamente atordoado e com cara de bobo – boa sorte na vida, Joe, espero que você seja muito feliz – ela sorriu e foi em direção ao carro.
Joe engoliu o choro e foi para o carro esperar Nick, no meio do caminho seu celular tocou trazendo-o de volta para a realidade.
-Alô – ele disse bravo.
-Joe, amor, o que aconteceu? – Ashley perguntou.
-Desculpa, não aconteceu nada – ele respirou fundo – só um dia difícil na gravadora, e a gente ainda tem show hoje e o Nick tá se agarrando com a Miley e não vem embora.
-Você anda muito nervoso, acho que sei do que você precisa – ela disse sedutoramente e Joe riu fraco, Ashley não causava nele nem metade do efeito que Demi causava.
-Aham – ele disse distante.
-Nossa, Joseph – Ashley se irritou – eu to tentando te alegrar.
-Desculpa, Dems – ele disse e congelou.
-DEMS? É SEMPRE ISSO, NÉ, JOE, TODA HORA VOCÊ ME CHAMA ASSIM, QUEM É ESSA, HEIN, JOSEPH? – Ashley começou a gritar no telefone.
-Desculpa, Ash, desculpa de verdade, foi sem querer, não é ninguém, eu já falei que não é ninguém – ele tentou argumentar.
-Bom show, Joseph – ela disse e desligou na cara dele.
-Ótimo – ele lamentou enquanto Nick entrava no carro.
-O que houve? – Nick perguntou se sentando no banco do motorista.
-Chamei a Ashley de Dems – Joe falou sem dar importância.
-De novo? – Nick riu – não sei como ela aguenta.
-É mais forte que eu, você viu como ela tá?
-Não, sou cego – Nick debochou prestando total atenção no transito.
-Quando você acha que não tem como ela ficar mais bonita, ela volta perfeita – Joe disse com um sorriso bobo.
-Segura esse sorrisinho aí, ok? – Nick deu um tapa no irmão – não quero você nem perto da Demi, você é meu irmão mas ela é muito importante pra mim, não quero que você magoe ela de novo, você fez sua escolha.
-Eu achei que ela não iria voltar – Joe disse entre dentes.
-Mas ela prometeu que voltaria – Nick argumentou – você tinha que ter confiado na palavra dela, e mesmo que ela não voltasse, conhecendo a Demi como eu conheço, eu tenho certeza que ela não arrumaria outro tão fácil assim.
-Foi o único jeito que eu achei de esquecê-la –Joe se defendeu.
-E não esqueceu, portanto, não adiantou nada – Nick disse com raiva – fica longe dela, ela fez aquela ceninha lá mas ela ainda te ama, e eu não quero vê-la chorando por você, estamos entendidos?
Joe bufou e se afundou no banco ao lado de Nick, imagens de Demi invadiram sua mente, nas verdade, elas nunca saíram, mas as de hoje estavam perturbando ele, ela estava tão linda, o cabelo, a roupa, o corpo, aquele sorriso, tudo ali era tão intimo pra Joe, ele se sentia meio dono de tudo aquilo, ele gostava de mexer no cabelo dela, ele gostava de ser  o motivo do sorriso dela, ele queria estar com ele de qualquer forma.
-Eu sou muito burro – ele disse deixando uma lágrima cair.
-Eu sei – Nick disse indiferente – tarde demais.

Everything Has Changed - Capítulo 47


Capítulo 47

-Droga, transito, que maravilhoso – Miley ironizou – nesse ritmo a gente vai demorar uma hora pra chegar lá.
-Eu posso perder o teste? – Demi perguntou desesperada.
-Você tá tão linda, Demi – Miley disse admirando a amiga.
-Foco, Miley – elas riram juntas.
-Não, claro que não, você não vai perder essa de jeito nenhum – Miley encarou Demi – você conhece a Kerli?
-Welcome to the tea party – Demi cantarolou sacudindo os braços – sim.
-Então, eu ouvi comentarem lá na gravadora que eles precisam da pessoa certa para uma musica linda dela – Miley explicou plugando um pendrive no aparelho de som do carro – a melodia é bem simples, acha que consegue decorar?
Demi ouviu a musica atentamente e lágrimas começaram a rolar livremente pelo seu rosto, ela se identificava com cada palavra daquela canção, ela não sabia se conseguiria decorar, mas ela com certeza teria que gravá-la um dia, como uma roupa sob medida, aquela musica era para ela.
-Você tá bem? – Miley perguntou visivelmente preocupada.
-Uhum – Demi sussurrou.
-Se você não conseguir, tudo bem, canta alguma coisa que você já esteja acostumada.
-Não é isso – Demi ergueu o olhar – eu não sei se consigo, mas quero tentar – ela sorriu fraco.
Elas passaram quase duas horas presas dentro do carro, Miley colocou skyscraper para repetir e ajudou Demi a decorar a melodia, contando os compassos seria mais fácil, elas escreveram a letra da musica algumas vezes e cantaram juntas.
-Será que ainda da tempo? – Demi perguntou preocupada descendo do carro as pressas.
-Acho que sim – Miley disse e as duas pararam no meio do saguão principal – eu vou resolver umas coisas minhas no sexto andar, você vai para o décimo segundo – Demi ouvia com atenção – eu vou até lá com você, mas eu preciso que você relaxe, ok? A musica que escolhe a gente, e ela te escolheu, ela está em você, não precisa ter medo, se você não se sentir segura com essa musica, pode cantar outra, sem problema, já expliquei para o L.A. que você pegou a musica meio que no susto.
-Espera, L.A.? – Demi perguntou.
-Sim, Reid – Miley disse sem importância empurrando a amiga para o elevador – ele é legal, Demi, não fica assim só porque o cara é fera.
-Nossa, como você ta ajudando – Demi debochou.
-Décimo segundo, por favor – Miley disse entrando no elevador – Demi, você se identificou com a musica?
-Muito – Demi disse lutando contra as lágrimas.
-Então só canta com o coração – elas sorriram no instante em que a posta do elevador se abriu – obrigada – Miley disse e elas pararam na porta da sala em que seria o teste de Demi – boa sorte, quando terminar me liga.
-Ok – Demi disse e elas se abraçaram – obrigada, Miley.
Miley respondeu com um sorriso e Demi entrou na sala, deu de cara com uma mesa gigantesca de som e duas pessoas sentadas conversando animadamente, ela pigarreou para notarem sua presença e sorriu sem jeito quando percebeu quem estava ali.
-Você deve ser a Demi, não é isso? – L.A. perguntou sorrindo.
-Uhum – Demi concordou baixo, “vamos lá, Demi, se solta” ela pensou.
-Ela pode ser sua futura colega de trabalho, Taylor – L.A. disse para a menina loira de pele perfeita que encarava Demi com um sorriso meigo.
-Prazer – a menina se levantou mostrando-se inacreditavelmente alta e elegante, seus movimentos pareciam coreografados, seus olhos azuis tinham um tom puro – sou…
-Taylor Swift – Demi disse sorrindo – é um imenso prazer te conhecer.
-Bom, boa sorte, Demi, espero te encontrar mais vezes – a menina respondeu sorrindo, Demi assentiu com a cabeça – então fechamos o CD, L.A.?
-Sim, tudo certo – ele disse – será um sucesso.
-Estou indo então – ela disse e se despediu mais uma vez.
-Então, pronta? – o homem perguntou ajeitando os óculos, Demi sorriu – Miley me disse que você iria tentar skyscraper – a menina concordou – bem, a letra dessa musica é forte e fala diretamente com as pessoas, precisamos de alguém que entenda a melodia.
Fez-se um longo silencio, Demi só precisaria provar que é forte o suficiente para cantar aquela musica, aquela musica que mexeu tanto com ela, que a fez chorar, que trouxe lembranças dolorosas demais. “você consegue, Demi, vai” ela pensou, respirou fundo e sorriu:
-Acho que encontrou essa pessoa – disse confiante.
-Ótimo – foi o que o homem disse sorrindo – vamos então – apontou com o queixo para o aquário, lugar onde os músicos gravam, Demi posicionou o headphone e fez um sinal mostrando que estava pronta.
Demi estava quase explodindo de tanto nervosismo, mas ela precisava superar esse medo de cantar, era o seu sonho e ela não desistiria tão fácil assim, a musica fora feita pra ela e essa era a oportunidade de ser mais que uma cantora, de ser uma excelente interprete.
A cada palavra cantada vinha uma enxurrada de lembranças, na segunda parte a voz dela já estava carregada de emoção, Demi segurava as lágrimas e se prendia na musica, mas L.A. já chorava e estava hipnotizado por ela cantando.
-Meu Deus – ele disse sorrindo em meio as lágrimas assim que Demi terminou, ela retirou o fone e voltou se sentando ao lado de L.A. – posso te mostrar onde você assina?
-Como assim? – ela perguntou confusa.
-Seu contrato, Demi – ele sorriu – precisamos de você aqui.