sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Everything Has Changed - Capítulo 46


Capítulo 46

Não seria difícil voltar aos EUA, todos eram de lá, haviam se mudado por conta do emprego de Eddie, tudo que ele precisava fazer era pedir transferência para a sede da empresa que ficava em Los Angeles.
-Amanhã eu converso com o meu chefe – Eddie disse – nós vamos te apoiar, querida.
-Obrigada, pai, de verdade – Demi sorriu – mas por que isso do nada? Quer dizer, eu não to reclamando – eles riram – mas o Senhor não queria que eu fosse.
-Realmente não queria, eu acho um meio muito perigoso para você, mas eu percebi que, mesmo se esforçando para não transparecer, você andava bem tristinha – ele explicou.
-Confiamos na criação que te demos – Dianna disse – sabemos que você vai saber o que fazer, e quando não souber, queremos estar do seu lado.
-E eu amo o Brasil – Madison disse – mas ir ao Starbucks com um preço mais justo realmente faz muita falta – todos riram com ela – vamos voltar então – ela disse essa ultima frase em inglês.
-Vocês vão me deixar – Dallas fez um biquinho – mas eu concordo, é o momento de apoiarmos a Demi.
-Vamos sentir sua falta, Dallas – Demi disse triste.
Dallas já era casada e muito bem empregada, não teria como ela voltar para os Estados Unidos, pelo menos não naquele momento.
Depois de uma semana a família de Demi já desembarcava no aeroporto de Los Angeles, ela havia prometido a Dallas que, de algum jeito, ela iria pra lá também.
-DEMI – Miley gritou assim que a viu, elas correram e se abraçaram, todos olharam assustados, muitas pessoas tiravam fotos – que saudades.
-Eu também tava, amiga.
-Nem acredito que você voltou – Miley disse sorrindo.
-To aqui pra realizar meu sonho, nada e ninguém vai me impedir disso – Demi disse convencida.
-ISSO AI, GAROTA – Miley gritou.
-Bem, deixa eu te apresentar – Demi puxou a amiga pelo braço – essa é a minha mãe, Dianna.
-Oi Tia – Miley respondeu sem nenhuma vergonha.
-Meu pai Eddie.
-Prazer – eles se abraçaram.
-E essa – Demi apontou pra Madison.-
-AI MEU DEUS, EU SOU A MADISON, MILEY, EU NÃO ACREDITO, VOCÊ É MESMO AMIGA DA DEMI, MEU DEUS, VOCÊ É LINDA, EU ADORO SUAS MUSICAS E…
-MADISON – Demi gritou – já falei, respira.
-Relaxa – Miley agachou para ficar da altura da menina – você é linda, como a sua irmã – elas sorriram – é um prazer te conhecer, Maddie – elas se abraçaram – posso te chamar assim, né?
-CLARO QUE PODE – Madison voltou a se empolgar.
-Ok, ok – Demi se meteu entre elas e segurou Madison – vamos pra casa.
Assim que todos se organizaram na casa nova, que não era muito diferente da casa que eles já haviam tido ali nos Estados Unidos, eles foram descansar.
-Acho que eu vou dormir também – Demi comentou.
-NEM PENSAR – Miley gritou – são duas horas da tarde, nós vamos ao salão depois a gravadora, arrumei um teste pra você.
-Tá louca, Miley?
-Não, to te ajudando – ela explicou – você vai calar a boca de muita gente, Demi, e a gente vai começar a trabalhar logo.
-Tá, mas eu preciso dormir pra fazer um bom teste.
-Você tem hora marcada num salão, Demi – Miley disse sem paciência.
-Pra que isso? – Demi perguntou indignada.
-Confia em mim, Demetria – Miley rolou os olhos – agora pega a sua jaquetinha e vamos.
Demi respondeu ao sorriso irônico da amiga com outro igualmente irônico, deixou um bilhete para seus pais e foi para o tal salão.
-Boa tarde – Miley disse para uma atendente extremamente arrumada que estava ao telefone.
-Você tem horário marcado? – a mulher perguntou de forma arrogante sem tirar os olhos do computador a sua frente.
-Não, mas – Miley tentou falar.
-Mas nada – a recepcionista a cortou ainda sem olha-la – só temos vaga para daqui a três meses, a não ser que você seja a Michelle Obama, ou a – a mulher finalmente olhou para elas e se espantou – Miley Cyrus.
-Isso, sou eu – Miley sorriu forçado – tem vaga ou não?
-Claro que temos – a mulher se transformou na pessoa mais educada do mundo – na verdade, uma cliente acabou de desmarcar, então o horário é seu, que sorte.
-Na verdade, o horário é da minha amiga – Miley explicou e apontou para Demi – gostaria de falar com o Pietro.
-Sim Senhora – a mulher respondeu saindo dali e voltando com um homem moreno e forte ao seu lado, ele tinha um sorriso encantador e logo reconheceu Miley.
-Miley, querida, quanto tempo – Pietro disse abraçando-a.
-Eu preciso da sua ajuda – Miley disse sorrindo.
-O que quiser – ele respondeu arrumando o cabelo, aquilo parecia um tique nervoso porque ele fazia isso a cada segundo.
-Então, essa é a Demi, minha melhor amiga – Demi estendeu a mão e eles se cumprimentaram – Demi, esse é o Pietro, o melhor cabeleireiro de toda a America.
-Oh, não é para tanto – ele encarou o cabelo de Demi com desprezo.
-Então, Demi será a mais nova sensação da musica pop daqui há alguns meses se Deus quiser – Miley disse empolgada e Demi a encarou incrédula – já sabe do que precisamos, não é?
-TRANS-FOR-MA-ÇÃO – Pietro disse empolgado arrumando o cabelo mais rápido agora – ela vai sair daqui um espetáculo, pode deixar.
-Tenho certeza disso – Miley disse – mas faço questão que tudo seja feito por você e sua equipe – ela explicou já que naquele imenso salão várias pessoas trabalhavam.
-Pode deixar, Miley – ele disse sorrindo.
-Eu vou cuidar das roupas dela, o resto é com você.
-Então vamos, queridinha – Pietro disse e se virou.
-Miley, o que é isso, eu não tenho como pagar esse salão – Demi cochichou aterrorizada.
-Demi, eu já pedi milhões de vezes – Miley respirou fundo e falou pausadamente – confia em mim, e confia no Pietro também.
-Como confiar em um homem com delineador dourado?
-Demi, ele faz o cabelo de TODAS as estrelas, você possivelmente pegou o horário da Angelina Jolie, pode confiar – Miley disse e Demi sorriu – venho te pegar na hora do teste.
-Tudo bem – Demi disse e elas se abraçaram.
-E – Miley saiu andando, quando chegou na porta do salão gritou – BOA SORTE.
Demi não entendeu nada, se virou e encontrou Pietro a encarando.
-Vai ficar parada aí? – ele disse gesticulando com uma tesoura na mão – espera que seu cabelinho sem vida melhore com mágica? Pois adivinha, eu não sou a Hermione, então, vem logo, queridinha, tempo é artigo de luxo pra mim.
Demi pensou em debater com ele, mas se lembrou do que Miley dissera, respirou fundo e o seguiu.
Passaram por um imenso corredor e entraram em uma sala toda branca, com poltronas e um coquetel em uma mesa no canto, um espelho gigantesco e vários produtos de beleza, Pietro sorriu zombeteiro.
-Vamos começar a festa – ele disse dando uns pulinhos e ligou o rádio no ultimo volume – PRETO, POR FAVOR – a musica o obrigou a gritar – CABELO PRETO ESTÁ FORA DE MODA, VOCÊ NÃO É A KIM KARDASHIAN.
-EU GOSTO DELES ASSIM – Demi disse brava.
-GOSTA? – Pietro abaixou o som – pois eu vou fazer você AMAR seus novos cabelos.
-O que você vai fazer? – ela perguntou assustada.
-Surpresa – ele sorriu – confia em mim, criança, você vai sair daqui deslumbrante, qualquer um fará de tudo pra te ter – ele tentou olha-la sedutoramente, mas não deu certo, Demi apenas bufou e se afundou na cadeira.
Ele andou até a lateral do espelho e apertou um botão fazendo uma persiana descer e cobrir toda a extensão do espelho.
-Hà? – foi o que Demi coseguiu dizer.
-Já falei – ele rolou os olhos – SUR-PRE-SA.
Ele começou a trabalhar no cabelo de Demi, enquanto duas meninas cuidavam das unhas dos pés e das mãos, enquanto ela esperava o produto que havia sido aplicado, uma terceira mulher veio fazer suas sobrancelhas, depois de horas e horas Demi finalmente estava pronta, no exato momento em que Miley entrou na sala.
-MEU DEUS DO CÉU – ela arregalou os olhos – PIETROOOOOOOOOO.
-Eu sei, maravilhoso – ele voltou a saltitar e foi fuxicar o que Miley havia comprado.
-Eu diria – Miley tentou achar as palavras certas mas nada se encaixava a visão que ela tinha.
-Nossa, pra deixar Miley Cyrus sem palavras – Demi comentou – eu devo estar mesmo deslumbrante – ela imitou o tom de voz de Pietro e Miley riu.
-Toma – ele encarou Demi – veste isso.
-Aqui? – ela perguntou assustada.
-Filha, eu gosto da mesma fruta que você, não percebeu não? – ele perguntou e Miley gargalhou.
Demi bufou e pegou as roupas que Pietro lhe entregara.
-Eu vou desmaiar – ele fez drama – Miley, querida, você tem razão, eu sou o melhor.
-Demi, você tá linda demais – Miley disse sorrindo.
-Será que eu posso ver se eu concordo? – Demi ironizou e Pietro apertou aquele mesmo botão fazendo o espelho ficar a mostra de novo.
Demi demorou alguns segundos para se reconhecer, ela passou uma das mãos em seu cabelo, se aproximou do espelho, voltou para trás, olhou cada centímetro do seu rosto, olhou para sua roupa, olhou para o espelho de novo e ficou lá, parada, sem reação nenhuma. ( Demi antes / Demi depois da transformação )
-Não gostou? – Miley perguntou indecisa.
-Ai meu Deus, não – Pietro começou a choramingar – eu achei que estava tudo certo, eu pensei que…
-Pietro – Demi disse firme sem tirar os olhos de sua imagem refletida no espelho, uma lagrima se formou mas ela a segurou, não podia estragar tudo , ela se virou lentamente e andou até ele segurando suas mãos – só Deus sabe o quanto eu mudei, como eu cresci nesses últimos meses, como eu tenho aprendido a confiar ainda mais em mim – ela sorriu – você fez com que toda essa minha atitude transparecesse – fez uma pausa e sorriu para Miley por alguns instantes voltando a encarar Pietro logo em seguida – eu AMEI, muito obrigada.
Pietro segurou as lágrimas, sorriu por alguns segundos mas logo voltou a arrumar o cabelo como antes, soltou as mãos de Demi e disse sério:
-Eu sabia que você ia gostar – se virou e saiu da sala gritando do corredor – todas sempre gostam.
-Ele te amou – Miley disse pegando as bolsas.
-Que jeito estranho – Demi torceu o nariz.
-Do jeito dele – Miley sorriu – vamos, vamos para a gravadora.

Everything Has Changed - Capítulo 45


Capítulo 45

-Demi, já faz um mês, você prometeu – Joe quase gritava ao telefone.
-Eu sei, Joe – ela disse – mas é a minha família, eu estou esperando o momento certo de falar com eles – ela se explicou.
Demi já estava no Brasil há um mês, desde que chegou sua família estava muito mais unida, ela sabia o que queria e sabia que precisava voltar, mas não sabia como falar isso com os seus pais, e ela queria ir junto com eles, ela ainda planejava isso.
-Já vi que você não vai voltar – ele respondeu entre dentes.
-Joe, confia em mim ok – Demi disse elevando um pouco o tom de voz – eu prometi, não prometi?
-Aham – ele disse baixo – mas eu sinto muito a sua falta.
-Eu também, Joe – Demi respondeu sorrindo, finalmente estava tudo bem.
-Demi, vamos jogar? – Madison apareceu com um baralho de UNO nas mãos.
-Vai indo na frente – Demi respondeu sorrindo – Joe…
-Já sei, você precisa ir – ele respondeu triste.
-Joe – ela tentou argumentar.
-Não, tudo bem, vai lá.
-A gente se fala amanhã, no mesmo horário? – ela perguntou.
-Não vai dar, eu vou estar em uma premiação, amanhã a essa hora estarei em um tapete vermelho – ele sorriu fraco – mas depois de amanhã eu te ligo.
-Tudo bem – ela disse – boa sorte.
E ele desligou, sem se despedir, Demi achou aquilo tudo muito estranho, mas ela faria tudo para salvar o que eles tinham.
-Cheguei – ela disse para Madison que já distribuía as cartas para toda a família.
-Aqui – Maddie entregou a porção de cartas à Demi.
Depois de várias partidas Demi resolveu ir dormir, no dia seguinte passou à tarde no shopping com Dallas que estava de folga, quando se deu conta já estava quase na hora do evento em que Joe estaria, elas correram para casa na hora de pegar o tapete vermelho, chamaram Madison e as três se sentaram para assistir.
-Miley Cyrus – a entrevistadora a chamou – você está linda.
-Obrigada – Miley agradeceu.
-Está esperando alguma performance para essa noite?
-Todas estarão maravilhosas, com certeza – Miley disse – mas eu quero muito ver os Jonas Brothers, e a Katy Perry também, ela sempre arrasa.
-Com certeza – a entrevistadora concordou – obrigada, Miley.
-Ela tá perfeita – Dallas comentou.
-Aham – Demi concordou – estranho, nada do Joe ainda.
O evento começou e Demi quase não prestava a atenção, tudo que ela fazia era procurar Joe.
-E as indicadas para melhor artista feminino são – a narradora com uma voz de robô anunciou – Lady Gaga, Beyoncé, Katy Perry, Selena Gomez e Miley Cyrus.
-E a vencedora é – Vanessa Hudgens, a apresentadora dessa categoria fez um suspense – Miley Cyrus.
-Ah meu Deus, obrigada – Miley disse assim que chegou ao microfone, trocou um abraço com Vanessa e voltou a sorrir para a plateia – eu tenho tanta gente para agradecer, meu Deus. Ok, tenho que ser rápida – ela riu – eu tenho que agradecer a Deus, claro, e a minha família, que sempre me aturou com esse sonho louco, aos meus fãs, porque sem eles eu não sou nada, aos meus amigos, enfim – ela fez uma pausa – e eu gostaria de dedicar esse premio para uma amiga muito especial, Demi, eu sinto muito a sua falta, eu te amo garota.
Demi sorriu com o gesto da amiga, tudo que ela queria era abraça-la. Depois de algumas apresentações Josh Hutcherson subiu ao palco para apresentar mais uma categoria, melhor vídeo clipe.
-E os vencedores são – ele sorriu.
-Jesus, esse menino é muito lindo – Dallas comentou devorando a pipoca em seu colo.
-Fica quieta, Dallas – Madison reclamou.
-Jonas Brothers, pessoal – Josh finalmente disse.
Lá estava ele, perfeito, ele se levantou junto com seus irmãos, Nick sorriu discretamente para Miley, Kevin deu um selinho em Danielle e foi ai que o coração de Demi parou, Joe beijou Ashley Greene arrancando aplausos da plateia.
-Parece que Joe Jonas confirmou nossas suspeitas – algum comentarista disse – ele realmente está com Ashley, lindo casal, não acham?
Enquanto os meninos agradeciam Demi não conseguia prestar a atenção, ela apenas chorava.
-Demi – Dallas chamou – Demi olha pra mim, você não merece ele.
-Demi – Madison disse desligando a TV.
-CHEGA – Demi gritou – chega dele, chega de tentar agradar todo mundo.
-O que está acontecendo aqui? – Eddie perguntou entrando na sala com Dianna.
-Eu to cansada – Demi continuou – eu só tento agradar as pessoas e eu to deixando a minha felicidade de lado – ela começou a chorar – e olha o que elas fazem comigo.
-O que você está tentando dizer, querida? – Eddie se aproximou da filha.
-Eu amo vocês, pai – ela disse – mas eu preciso voltar, eu preciso correr atrás dos meus sonhos.
-Nós vamos com você – ele disse e ela sorriu.
-Mesmo?
-É importante pra você, não é? – ele perguntou.
-Estamos com você nessa, maninha – Madison disse e eles se abraçaram.
-Eu amo vocês – foi o que Demi conseguiu dizer.

Everything Has Changed - Capítulo 44


Capítulo 44

-Como eu senti sua falta – Demi finalmente disse depois de longos minutos no colo da irmã.
-Eu também, meu anjo – Dallas respondeu sem parar de acariciar o rosto de Demi – mas me diz, o que tá te deixando assim?
-Eu amo vocês, Dallas, eu AMO a minha família e eu realmente senti muita falta de todos vocês, mas eu cheguei tão perto, tão perto do meu sonho, eu vi de perto o que eu quero fazer e é isso que eu quero para a minha vida – Demi sorriu fraco – eu preciso voltar, eu preciso ficar lá, eu não me sinto – ela fez uma pausa como se estivesse escolhendo as palavras – eu não me sinto em casa aqui, mas ao mesmo tempo eu preciso de vocês, entende?
-E se a gente conversasse com o papai…
-Não, Dallas – Demi a interrompeu – você não entende? Ele nunca foi a favor disso, desde o inicio ele não queria que eu fosse…
-Ele é a favor da nossa felicidade, Demi – dessa vez Dallas a interrompeu, ela se levantou delicadamente forçando a irmã a se sentar de frente pra ela – eu prometo que te ajudo a conversar com ele e com a mamãe, ok?
-Tem certeza? – Demi perguntou receosa.
-Absoluta – Dallas disse – mas você tem que tentar, tem que mostrar que também  é feliz aqui, eles sofreram tanto a sua falta – Demi concordou – vamos esperar a poeira abaixar, ok, eu te prometo que você ainda vai voltar.
-Ok – Demi disse e elas se abraçaram – entra – Demi disse ao ouvir batidas na porta.
-Posso ficar aqui com você? – Madison perguntou e Demi fez um sinal pra ela se aproximar, a menina correu e pulou entre as duas.
-Como eu senti falta disso – Demi disse abraçando Madison – o que eu perdi?
-Sabe o Victor? – Madison disse envergonhada, Demi encarou Dallas.
-NÃO – Demi disse sorrindo – não acredito, Madison!
-Olha o que ele me deu – Madison mostrou um anel.
-Um anel de plástico – Demi disse tentando esconder o deboche – que lindo.
-Não é um anel de plástico qualquer – Dallas respondeu segurando o riso – esse vem de brinde com aquele chiclete que deixa a língua azul, e garanto que ele nem te deu o chiclete, né, Madison.
-Ah, vocês são muito idiotas – Madison disse rindo – eu achei fofo.
-Juízo, Madison – Demi disse encarando a irmã, enquanto atendia o celular – Joe.
-AWN, JOE – Dallas debochou – QUE ROMANTICO.
-Cala a boca – Demi gritou.
-Demi? – Joe perguntou do outro lado da linha – ta tudo bem?
-JOOOOOOOOOOE – Madison gritou e começou a rir.
-Tá, parece que você não é o único que tem o direito de ter irmãos idiotas – Demi respondeu e Joe riu, ela encarou as meninas para elas saírem do quarto e elas logo entenderam.
-Já sinto muito a sua falta – Joe disse baixo – na verdade, todos sentem, a casa está meio vazia.
-Eu vou voltar, Joe – Demi disse – só preciso convencer o meu pai, mas eu prometi, eu vou voltar.
-Eu vou te esperar, Dems.
-Querida – Dianna disse enquanto entrava no quarto da filha.
-Só um minuto, Joe – Demi disse e encarou sua mãe.
-Venha passar um tempo com seus pais, estávamos com saudades – ela sorriu ao falar.
-Tudo bem, mãe, um minuto – Demi mostrou o celular e Dianna concordou saindo do quarto – Joe, eu vou ter que desligar, a gente se fala depois, ok?
-Tudo bem – ele disse triste.
-Eu te amo – Demi disse podendo sentir as lágrimas se formando, tentou engolir o nó em sua garganta.
-Eu também te amo, Dems.
Ela respirou fundo, foi até o banheiro, lavou o rosto e desceu, todos estavam na sala assistindo TV, Demi sorriu, “como nos velhos tempos”.
-Como nos velhos tempos – Eddie disse ecoando os pensamentos da filha – vem, é o seu programa de TV favorito.
Demi sorriu e se sentou entre seus pais, se aconchegando nos braços de seu pai, ali sim, ali ela estava realmente protegida.

Everything Has Changed - Capítulo 43


Capítulo 43

Demi mal se sentou na poltrona do avião e já foi abrindo a carta de Joe, ela tremia e ainda tinha os olhos cheios de lágrimas embora elas estivessem controladas agora, ela passou a mão na parte de trás do papel e logo abriu o envelope.
“Para a minha Dems
                Ei, primeiramente eu gostaria de te pedir desculpas, desculpa por ser tão covarde a ponto de não ir te ver na minha ultima oportunidade, é que eu não queria te ver chorando, não queria toda essa tristeza, eu só quero comigo os momentos bons, aqueles em que nossos sorrisos se abriam só da gente se olhar.
                Sabe, Dems, eu nunca pensei que me apaixonaria assim, foi tudo tão rápido, quer dizer, eu me acostumei muito facilmente a te ter aqui, agora eu não sei como vai ser sem você pra implicar com a minha roupa ou com o meu corte de cabelo, sem você pra me chamar de José e dizer que esse é um nome muito comum ai no Brasil, sem você pra me fazer um cafuné enquanto estamos vendo TV ou pra me dar um beijo de boa noite.
                Eu descobri que o meu dia só começa depois que eu vejo o seu sorriso, e agora? Agora eu vou apenas sobreviver até você voltar, até eu ter a chance de te abraçar de novo, e ai, Demi, ninguém nunca mais vai separar a gente.
                Eu preciso de você, preciso muito, obrigado por me ensinar o que é o amor, e principalmente, me desculpa por te fazer sofrer, eu não vou jogar fora mais essa chance, eu te prometo, porque eu te amo, te amo muito, e eu sei que nós vamos viver esse amor um dia.
                                                                               Se cuida, MINHA princesa, com amor, SEU José.”

Demi voltou a chorar incontrolavelmente, ela precisava voltar, ela precisava de todos eles, ela precisava realizar seu sonho, ela sentia que, mesmo estando com a sua família, ela não estaria completa no Brasil.
-Está tudo bem, Senhorita? – uma simpática aeromoça perguntou percebendo que Demi chorava sem parar.
-Sim – a menina respondeu fraco forçando seu melhor sorriso – está tudo bem – completou como se quisesse se convencer disso, secou as lágrimas e sorriu de novo para a simpática moça que estava a sua frente.
-Deseja um pouco de água?
-Por favor – Demi aceitou enquanto respirava pesadamente, tomou sua água e após algumas horas acabou pegando no sono, sonhou com Joe, eles estavam em um parque e ele a pedia em namoro, a menina acordou com o aviso para apertar os cintos pois o pouso estava próximo, não pode deixar de sorrir, o sonho era tão real, tão lindo.
Após pegar suas malas Demi se dirigiu para a saída, pensava em uma forma de esconder a cara de choro e o desanimo, mas isso não foi um problema, assim que viu Madison ela esqueceu de tudo, esqueceu da sua tristeza, largou o carrinho e correu ao encontro da irmã.
-Maddie – ela sussurrou enquanto elas se abraçavam – que saudade – elas se separaram – MEU DEUS, olha pra você, está muito linda, ainda mais linda, e que pontas loiras são essas Madison De La Garza?
-Gostou? – a menina perguntou jogando parte do cabelo para atrás dos ombros – ideia da Dallas, eu amei – elas sorriram – eu estava com muitas saudades, Demi, foi muito difícil sem você.
-É, eu não importo, né, Madison – Dallas disse encarando a irmã mais nova que sorriu sem jeito – Demiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii – ela gritou e abraçou Demi com força – a gente tem que conversar, você não me parece nada bem – Demi arqueou uma sobrancelha – que? Você é minha irmã, eu te conheço, oras.
-MÃE – Demi saiu correndo e abraçou Dianna com força – mãe, eu te amo tanto.
-Eu também, querida – Dianna respondeu fazendo um carinho na filha – como você está?
-Bem – Demi forçou um sorriso, Dianna percebeu mas não disse nada.
-Foi como você esperava? – Eddie perguntou abrindo os braços para receber seu abraço.
-Foi melhor – Demi o abraçou forte – obrigada, pai.
-Mérito seu, querida – eles sorriram.
-Bom, vamos? Preciso da minha casa, do meu quarto e do meu chuveiro – Demi disse e todos sorriram, enquanto estava no carro seu celular tocou – MILEY – ela gritou e Madison a encarou confusa – sim, já cheguei – ela falava em inglês.
-Você conhece a Miley Cyrus? – Madison perguntou assustada.
-Mi, só um segundo – Demi afastou o telefone – hm, sim – ela disse espremendo os lábios.
-Você tem noção? É a MILEY CYRUS – Madison sorriu – Demi, ela é sua amiga, meu Deus.
-É, incrível, eu…acho.
-É PERFEITO – Madison pulou no banco do carro – manda um beijo pra ela, diz que ela é linda, perfeita, maravilhosa…
-MADISON – Demi gritou e ela a encarou espantada – eu já entendi, respira, ok?
-Ok – Madison disse – OMG, É A MILEY, DEMI, A MILEY.
-Miley – Demi chamou e a amiga respondeu – desculpa, é que a minha irmã está tendo uma síncope porque eu te conheço – elas riram – eu já to chegando em casa, mais tarde a gente se fala, ok, também te amo.
Demi entrou e encarou a sua casa por alguns minutos, como podia viver em um lugar por anos e agora se sentir tão deslocada ali, ela andou um pouco passando a mão pela mesinha que tinha na entrada, suas chaves estavam ali, estava tudo como antes mas ela simplesmente não se encaixava, ela havia mudado muito em apenas seis meses.
-Está tudo bem? – Dallas perguntou se aproximando, Demi apenas respirou fundo – é a sua casa, Demi, a sua família, você pode ter amado tudo lá, pode ter vivido os melhores dias da sua vida, mas nós também estamos aqui, nós te amamos e te queremos por perto.
-Eu sei, Dallas – Demi disse sorrindo fraco – eu preciso de um banho e de descanso, vou subir.
Ela se virou indo em direção as escadas, se trancou em seu quarto e não reconheceu nada ali, quer dizer, mais uma vez estava tudo igual, tudo como ela havia deixado, exceto pela roupa de cama que provavelmente sua mãe havia comprado aquela nova, mas fora isso, tudo estava como antes, era esse o problema, Demi não queria deixar tudo como antes, ela não queria ficar presa naquela mesmice do Brasil, ela teria que voltar, não só por ela e por Joe, mas pela sua musica, pelo seu sonho, por uma vida diferente onde ela toma as decisões, onde ela vive de verdade, foi até o armário e pegou a primeira roupa que viu pela frente, entrou no banheiro e tomou um longo banho, só saiu quando se sentiu relaxada o suficiente para convencer seus pais de que ela estava feliz em estar de volta, saiu do banheiro secando o cabelo com a toalha e encontrou Dallas sentada em sua cama.
-Quer conversar? – Demi não respondeu nada de imediato, apenas pulou ao lado da irmã abraçando-a com força, no fundo era disso que ela mais sentia falta.