sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Everything Has Changed - Capítulo 31


Capítulo 31

-Finalmente – Miley disse abrindo a porta para Demi.
-Os taxistas dessa cidade tem um sério problema – Demi observou sorrindo enquanto entrava no apartamento.
-Tem que ter uma manha – Miley disse.
-Acho que já me falaram isso antes – Demi sorriu se lembrando de Joe – mas, e aí, tudo certo?
-Sim – Miley se jogou no sofá e Demi se sentou ao seu lado – e você?
-Tudo ótimo – Demi olhou em volta – sua casa é muito linda, Miley.
-Obrigada – ela respondeu – lindo é o que eu preparei pra gente.
Miley deu um pulo puxando Demi pelo braço, elas pararam em frente a uma porta branca escrito “Radiate Love” em dourado, Miley abriu a porta e entrou no quarto como um tufão. O quarto tinha almofadas espalhadas por todo o chão e na cama, em uma mesa no canto, um banquete, chocolates, pipoca, pizzas, refrigerantes, potes de sorvete.
Mas no canto uma TV gigantesca com um videogame ligado com duas guitarras e um microfone do lado, um karaokê também estava instalado, o clima perfeito para elas.
-Gostou? – Miley perguntou sorrindo.
-AMEI – Demi disse encantada.
-Acho que não tá faltando nada – Miley olhou em volta pra ter certeza.
-É, você pensou em tudo – Demi disse sorrindo.
Elas começaram a festa, qualquer um que visse diria que elas eram amigas a anos, as duas riam  de qualquer bobeira, se xingavam, zoavam das musicas no karaokê, enfim, se divertiram como duas crianças.
-Cansei – Miley disse rindo se jogando na cama, Demi se jogou ao lado dela rindo também – se vissem nosso estado diriam que a gente usou drogas – elas gargalharam.
-É que seu tombo foi muito engraçado, Miley – Demi começou a gargalhar e Miley a acompanhou.
-Ai, ai – Miley suspirou tomando fôlego – obrigada por ter vindo, Demi.
-Que isso – Demi olhou pra ela – você é a minha primeira amiga.
-Você não tem amigas no Brasil? – Miley perguntou.
-Tenho – Demi respirou fundo – minha mãe e minhas irmãs, e meu ex namorado, eles eram meus amigos – Demi ficou triste – as meninas que andavam comigo faziam isso por status.
-Acredite em mim, eu te entendo – elas sorriram sem vontade – e esse ex ai, era gato? – Demi sorriu e mostrou uma foto deles no celular – UOU – Miley soltou – Demi, minha filha, como você deixa um homem desse sair assim da sua vida?
-Ele não saiu da minha vida – Demi riu – ele continua sendo meu melhor amigo, a gente só não namora mais.
-Por que você está perdidamente apaixonada pelo Joe – Miley completou.
-Tá muito na cara, né?!
-MUITO – Miley debochou – ele gosta mesmo de você, Demi, mas você vai ter que ter paciência com ele, é tudo muito novo pra ele.
-Eu sei – ela disse baixo.
-E como está o Nick? – Miley perguntou e Demi encarou ela com uma cara debochada – que? – Demi não disse nada, só continuou sorrindo – tá muito na cara né?! – ela imitou Demi e riu.
-Ele te ama, Miley – Demi disse e Miley ficou tensa – ele sempre me falava de você – Demi riu – chegava a ser chato.
-Eu sinto tanta falta dele – Miley disse manhosa e Demi fez um sinal pra ela deitar em seu colo, enquanto Demi fazia carinho em sua cabeça Miley contava de Nick.
Ela contou tudo, de quando eles se conheceram, de como viraram amigos, porque eles tinha terminado, tudo.
-Relaxa, Mi – Demi disse sorrindo – vocês ainda vão voltar, vocês sabem onde erraram, e se amam, isso que é importante – Miley sorriu – que horas são?
-Uma e quinze da manhã – Miley disse olhando no celular.
-MEU DEUS – Demi gritou – eu tenho que ir, eu acordo cedo amanhã.
-Calma, mulher – Miley disse se levantando – eu te levo.
-Não precisa – Demi disse.
-Cala a boca, Demetria – Miley respondeu séria mas logo sorriu da cara de assustada que Demi fez.

Everything Has Changed - Capítulo 30


Capítulo 30

-Lindo, casal – Nick debochou – mas a gente vai ter que falar com o Sr Paul.
-Ai ferrou – Joe disse.
-Você acha que ele vai implicar? – Demi perguntou triste.
-Tá falando serio? – Joe perguntou com um sorriso debochado – Demi, meus pais te adoram, a gente só vai ter que tomar cuidado, mas, aqui dentro tá tranquilo – Joe respirou fundo – mas ele vai me encher por conta das fotos – o celular de Joe começou a tocar, ele olhou e viu que era seu pai – começando agora – riu sem vontade – oi, pai.
Joe ouviu por bastante tempo, mas Paul não estava gritando, “isso é bom”, Demi pensou, assim que o telefone foi desligado Demi e Nick encararam Joseph.
-Como eu disse – ele começou a contar – não vamos poder ficar juntos fora daqui, ele me deu uma série de recomendações e pediu pra avisar que é pra gente ir para a gravadora que teremos uma entrevista com uma revista lá – Joe suspirou – vão me encher de perguntas.
-E você vai ter que negar tudo – Nick observou e Joe encarou Demi triste.
-Tudo bem – ela deu um sorriso simpático pra ele – não é hora ainda – eles se beijaram.
-Ah – Nick rolou os olhos – vou para o banho, não se atrasa Joe.
-CHEGUEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI – Frankie gritou assim que entrou em casa, Demi vinha atrás carregando a mochila e a pasta dele – COMIDA.
-Nada disso, mocinho – Demi entregou as coisas pra ele – tomar banho, colocar uma roupa limpa que já está em cima da sua cama e ai sim você desce que o café estará a sua – Frankie já estava no topo da escada – disposição – Demi disse pra si sorrindo.
-Frankie, cuidado – Denise disse descendo as escadas – ah, Demi, eu já estou sabendo das fotos.
-Me perdoa, Dona Denise – Demi tentou se desculpar.
-Está tudo bem, minha querida – Denise disse se aproximando dela – quer dizer, eu aprovo esse namoro – ela sorriu gentilmente.
-Ah, não é um namoro – Demi se explicou e Denise a olhou confusa – nós estamos nos conhecendo, mas a gente se gosta de verdade.
-Eu sei, Demi – Denise disse se virando e indo para a cozinha – sempre soube.
Demi sorriu, realmente, esconder já era impossível, seu celular tocou fazendo-a despertar.
-DEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEMI – alguém gritou do outro lado da linha.
-Miley? – Demi perguntou.
-Claro, né, Demi, não sabe ler não, meu nome lindo deve estar escrito ai no seu celular – Miley disse.
-Nem reparei – Demi foi sincera.
-MENINA – Miley gritou fazendo Demi afastar o celular – que fotos são essas sua com o Joe?
-Hum – Demi mordeu o lábio inferior.
-Então vocês estão namorando – Miley a interrompeu – nós temos que comemorar.
-Miley, a gente não – Demi tentou argumentar mais Miley a interrompeu de novo.
-Vamos jantar juntas.
-Não dá Miley – Demi disse mas Miley já ditava o endereço do restaurante, então Demi gritou – MILEY, NÃO DÁ.
-Demi, não grita – Miley disse brava – por que?
-Já me viram com o Joe, se me virem com você vão te encher o saco, não posso fazer nada muito publico, pelo menos por enquanto – Demi explicou.
-Poxa – Miley disse triste – então vem na minha casa – ela se animou de novo e não deixou nem Demi responder, já passou seu endereço de uma vez – te espero – e desligou o telefone.
-Até – Demi disse rindo olhando para o telefone – Denise – Demi chamou entrando na cozinha, Denise estava ajudando Sara a arrumar a mesa – a Senhora vai precisar de mim hoje a noite?
-Não, querida – Denise respondeu – seu horário de serviço acaba quando o Frankie…
-PÃO DE QUEIJO – Frankie gritou se sentando na mesa e devorando os pães de queijo.
-Chega em casa – Denise completou e elas riram.
Demi subiu pra tomar banho e se arrumar, quando terminou ela desceu procurando sua bolsa.
-Achei – ela disse distraída – Dona Denise – Denise agora estava vendo TV com Frankie – eu vou jantar com uma amiga.
-Tudo bem – Denise respondeu voltando a prestar atenção na TV – tome cuidado.
Demi sorriu e foi em direção a porta e parou, enquanto estava distraída procurando a chave dentro da bolsa abriram a porta, Joe entrou roubando um selinho dela.
-Joseph, que susto – Demi disse, ao ver que Paul, Nick, Kevin e Danielle estavam ali ela corou.
-Onde a senhorita vai? – Joe a empurrou delicadamente pela cintura de volta pra dentro de casa.
-Tá maluco, Joe? – Demi perguntou cochichando – o Kevin e a Dani estão ai – Demi respirou – seu pai viu.
-Ele viu coisa pior nas fotos – Joe riu – eu conversei com ele, tá tudo bem.
-Onde minha nora vai? – Paul perguntou e Demi ficou mais vermelha ainda.
-Também quero saber – Joe disse.
-Tá namorando, Demetria – Nick disse debochado.
-Eu vou jantar com a Miley – Demi disse ignorando ela e sorriu sínica – quer que eu leve algum recado, Jerry?
-Artilharia pesada – Nick disse sem graça e Demi soltou um sorrisinho.
-Bom, vou lá – Demi disse – tchau povo.
-Tchau – um coro se fez na sala.
-Tá esquecendo de nada não? – Joe perguntou e não esperou a resposta, puxou Demi pelo braço e a beijou – agora sim, tchau.
-Tchau, Joe – Demi disse super sem graça.

Everything Has Changed - Capítulo 29


Capítulo 29

-AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH – alguém gritou forçando Demi a afastar o celular.
-Que isso, gente? – Nick perguntou assustado.
-Dallas? – Demi quis saber.
-MANINHA, NÃO ACREDITO NISSO – Dallas continuava gritando.
-EU É QUE NÃO ACREDITO NISSO – Dianna gritou mais alto que Dallas.
-Gente – Demi tentou falar mas elas discutiam entre si – OOOOI, EU TO AQUI – Demi gritou e elas ficaram quietas – alguém pode me dizer o que está acontecendo?
-Quem tem explicações pra dar é a Senhorita – Dianna disse séria, ela coçou a garganta e começou a ler – o cantor Joe Jonas foi visto em um shopping aos beijos com uma linda menina – Demi foi ficando branca – após atender as fãs, ele e seu novo affair almoçaram juntos e trocaram beijos apaixonados.
-Tá tudo bem, Demi? – Joe perguntou vendo que ela estava estática.
-Quer que eu continue? – Dianna perguntou.
-Ah, isso é lindo, lembra, Demi, quando eles começaram a carreira que você achava ele um gato? – Dallas interrompeu.
-Dallas, isso não é nada lindo – Dianna disse – estou esperando, Demetria.
-O que você quer que eu fale, mãe? – Demi disse baixo.
-Eu quero que você me explique – Dianna disse ainda com raiva.
-Eu gosto dele, mãe, de verdade – Demi disse e Dallas gritou de novo – DALLAS – Demi chamou a atenção da irmã.
-QUE? – ela gritou em resposta – eu quero detalhes.
-A gente tá se conhecendo – Demi explicou.
-Eu percebi, com aqueles beijos, Demetria, em publico? – Dianna disse irônica.
-Mãe – Demi suspirou e viu que só ia se sair dessa explicando tudo desde o inicio, e assim ela fez, toda hora Dallas soltava um gritinho – então, a gente tá indo com calma, entendeu.
-Entendi – Dianna disse – mas eu não quero saber das coisas pela internet, Demi, sou sua mãe, e, vai com mais calma, tá, não fica dando esses beijos em público, encurralando o pobre do rapaz daquele jeito – Demi soltou uma gargalhada.
-Sim senhora – ela disse.
-Eu to falando sério, Demi – Dianna disse séria mas logo soltou uma risada – eu to morrendo de saudades.
-Eu também, mãe, de todos ai.
Elas conversaram por mais um tempo enquanto Nick e Joe editavam a musica.
-Aconteceu alguma coisa? – Joe perguntou assim que Demi desligou o celular.
-É…sim – Demi disse de cabeça baixa se aproximando deles, Joe a puxou pelo braço e ela se sentou no colo dele, Demi não disse nada, pegou o mouse do computador e procurou na internet o site que estavam com as fotos deles, Joe congelou.
-Ferrou – Nick disse assustado.
-Joe? – Demi chamou ele preocupada, mas ele continuou parado – JOSEPH, fala alguma coisa.
-Eu não ligo – Joe deu de ombros – você liga? – Demi sorriu e sussurrou “não” – então tá tudo certo.
-Não, não tá tudo certo – Nick disse – vocês não vão poder ficar juntos fora de casa.
-Por que não? – Joe perguntou.
-Pensa, Joseph, se os paparazzis seguirem vocês até aqui vão perceber que a Demi mora aqui com a gente, daí pronto, isso vai virar uma bola de neve – Nick observou.
-É verdade – Joe disse – tudo bem pra você?
-O melhor pra imagem de vocês – Demi disse sorrindo e eles deram um selinho.

Everything Has Changed - Capítulo 28


Capítulo 28

-Você vai se jogar? – Joe perguntou assustado e ela sorriu negando com a cabeça – vai me matar? – ele deu um passo pra trás e ela continuou negando se aproximando mais dele – vai matar o Nick? – ela deu um ultimo passo encurralando Joe na grade de vidro do hall – fala alguma coisa mulher – Joe disse impaciente.
“ficou linda”, foi o que Demi cochichou antes de roubar um beijo de Joe, eles ficaram assim por longos minutos e se separaram com selinhos.
-Você gostou mesmo? – Joe perguntou ainda um pouco assustado.
-Eu amei – ela disse com a voz rouca.
-Ufa – ele suspirou e os dois sorriram, mas Joe logo ficou serio.
-Grava comigo? – Joe perguntou.
-Não sei se eu consigo – Demi sussurrou.
-Por favor, DemDems – Joe fez um bico – grava comigo.
-Só se você me prometer não mostrar isso pra ninguém – Demi disse séria, Joe havia esquecido que Paul já escutara a musica.
-Prometo – ele disse sem pensar – vamos então – ele deu um pulo da cadeira.
-Agora? – Demi perguntou e Joe respondeu que sim puxando-a pelo braço – ok – Demi não tinha outra alternativa a não ser concordar.
-NICK – Joe gritou entrando em casa ainda carregando Demi pelo braço – NICHOLAS.
-Que? – Nick desceu as escadas apavorado – que aconteceu?
-Vamos para o estúdio – Joe ordenou e Nick encarou Demi procurando respostas.
-Ele não segura essa ansiedade – Demi disse sorrindo.
-A gente vai gravar wouldn’t change a thing – Joe disse e Nick encarou Demi pedindo desculpas com o olhar.
-Depois a gente conversa, Nicholas – Demi fez uma cara nada boa e Nick ficou ainda mais tenso.
Joe e Demi entraram na cabine para gravar a música, Nick estava do lado de fora preparando tudo na mesa de som, assim que ele deu sinal, o casal começou a cantar. A voz de Demi não saia, ela estava muito nervosa.
-Para – Joe disse e Nick parou a gravação, ele tirou os fones e olhou pra Demi que estava olhando para seus pés, ele puxou seu queixo com delicadeza – relaxa, confia em mim, vai ficar ótimo, tenta se soltar – ele sorriu e segurou sua mão passando confiança para ela – feche os olhos e só sinta a música.
Demi respirou fundo e Joe fez um sinal para Nick começar de novo, eles colocaram o fone e Demi fechou os olhos, imagens dela com Joe inundaram a sua mente, cada segundo que ela passou com ele desde que chegou, as brigas, os olhares de reprovação, tudo, e naturalmente ela começou a cantar, como se ninguém estivesse ali, como se nada mais importasse, ela começou a conversar com a sua própria música.
Joseph sorriu, ele admirava Demi, a paixão que ela depositava em cada parte da canção, ele olhava pra ela e via o quanto ela amava cantar, ao chegar a sua vez ele também fechou os olhos e lembrou de Demi, também cantou com a paixão que eles sentiam, já não dava mais pra esconder.
Quando as vozes se juntaram pela primeira vez eles se olharam, Demi sorriu quando se deu conta de como elas era perfeitas juntas, ela apertou a mão de Joe que piscou pra ela, e foi assim, eles cantavam com o coração, e qualquer um perceberia isso.
-Ual – Nick disse assim que eles terminaram a musica – tá que você quer me matar, mas, Demi, onde estava escondida toda essa voz?
-Você já me ouviu cantar – Demi respondeu corada.
-Não desse jeito – Nick respondeu ainda surpreso.
-Ficou incrível, Dem – Joe disse abraçando ela pela cintura, o celular de Demi começou a tocar.
-Minha mãe – Demi disse sorrindo e atendendo o celular.
-DEMETRIA DEVONNE LOVATO – Dianna gritava do outro lado da linha.
-Eita – Demi disse involuntariamente fazendo uma cara engraçada.

Everything Has Changed - Capítulo 27


Capítulo 27

-Comporte-se, Franklin Jonas – Demi disse enquanto se despedia dele no portão da escola, os dois trocaram um abraço e Frankie logo entrou e ela voltou para o carro – pra onde nós vamos, Joseph?
-Hum – Joe fitou o vazio – não pensei nisso ainda – eles riram.
-McDonald’s - Demi disse com os olhinhos brilhando.
- McDonald’s? – Joe perguntou com uma cara engraçada.
-Ué, Joe – Demi fez bico - McDonald’s é tão mágico, e eu to a fim de comer besteira hoje.
-Ok – ele deu partida com o carro - McDonald’s.
Eles pararam em um shopping que havia ali perto, Joe saiu e abriu a porta para Demi, eles caminharam de mãos dadas até a entrada.
-Direto para a praça de alimentação – Joe disse olhando feio para Demi.
-Relaxa, Joseph, eu não sou o tipo de garota que – Demi se interrompeu – MEU DEUS, OLHA ESSE SAPATO.
-Demi – Joe retrucou.
-Tava brincando – ela roubou um selinho dele – minha fome é maior do que a vontade de comprar aquele sapato maravilhoso – Demi fez uma cara triste e Joe rolou os olhos – praça de alimentação, sim Senhor – eles riram.
-Uma mesa, estamos com sorte – Joe disse puxando a cadeira para Demi – você fica ai que eu vou lá comprar as coisas – ele sorriu e ela concordou com a cabeça.
Demi enrolava a ponta do cabelo distraidamente quando percebeu uma movimentação em volta do Joe, ela sorriu sozinha com a histeria das fãs dele, logo a aglomeração sumiu mas uma menina continuou conversando animadamente com Joe, eles sorriam e gesticulavam, Demi começou a ficar com ciúmes.
-Calma, Demetria – ela respirou – ele só está sendo simpático com o publico dele – ela torceu o nariz – público extremamente esquelético e com micro shorts, que mascam chiclete e usam salto quinze em plena luz do dia – ela foi ficando vermelha – não acredito que eu to com ciúmes do Joseph – ela se repreendeu – que se dane, eu vou lá.
Demi se aproximou por trás do Joe, a menina não parava de falar.
-Ah, eu sou mega fã do seu trabalho – ela dizia com uma voz anasalada insuportável, Demi revirou os olhos.
-Legal, qual a musica que você mais gosta? – Joe perguntou, Demi se irritou mais, ele estava dando confiança.
-Ah, não tem como escolher – a menina pegou uma mecha do cabelo e enrolou de um jeito vulgar – mas eu posso cantar alguma pra você quando estivermos sozinhos – ela se aproximou dele.
-Acho que não vai ser possível – Joe se afastou finalmente percebendo as intenções da garota.
-Por que? – ela perguntou fingindo estar desapontada, Joe gaguejou.
-Uhu-uhum – Demi coçou a garganta, Joe virou e a encontrou de braços cruzados e com uma sobrancelha levantada – amor, porque você tá demorando – Demi disse manhosa, ela o chamou assim para a menina se tocar, mas Joe ficou com cara de besta depois de ouvir isso dela – Joe? – ela chamou mais Joe só sorria – Joseph? – ela quase gritou e ele voltou.
-Já tá quase pronto, pequena – Joe a segurou pela cintura e lhe roubou um selinho.
-Hum – Demi disse ainda brava ficando na ponta do pé tentando olhar a menina por cima do ombro de Joe, mas ela já tinha ido.
-Relaxa – ele disse dando uma risada falha – eu não sou maluco de te trocar por ela, ou melhor, por nenhuma mulher do mundo – eles se beijaram e Demi o encarou brava assim que eles se separaram – você fica linda bravinha desse jeito, amei te ver com ciúmes.
-Puf – Demi arfou – eu não estava com ciúmes, besta.
-HÁ-HÁ – Joe debochou e ela deu um tapa no ombro dele.
-Tô de olho – ela disse ainda com a cara amarrada mas logo sorriu da cara de debochado de Joe.
Assim que eles pegaram seus pedidos, voltaram para a mesa, enquanto comiam conversavam animadamente, eles não paravam de rir e chamavam a atenção de todos que passavam por perto, não se sabia se era pelo fato do Joe estar ali, ou pela risada escandalosa de Demi.
-Demi, eu te chamei aqui porque eu precisava te falar uma coisa – Joe disse encarando as mãos.
-Fala, Joe – Demi o encorajou com um sorriso meigo no rosto.
-Então – Joe coçou a garganta nervoso, tentando ganhar tempo – lembra que você me falou da sua musica?
-Nem vem, Joe, você não vai ouvi-la – Demi disse ainda sorrindo.
-Por que? – ele perguntou encarando ela por alguns segundos.
-Por… porque – Demi gaguejou e soltou tudo de uma vez – eu fiz pra você.
-SÉRIO? – Joe gritou sorrindo, as pessoas que estavam em volta encararam ele.
-Uhum, por isso que eu não quero te mostrar – Demi disse.
-E se eu te disser que eu já ouvi – Joe disse em tom de desafio.
-Eu vou saltar daqui de vergonha – Demi apontou para trás mostrando o hall do andar em que estavam – e se eu sobreviver…
-O que é impossível – Joe observou interrompendo-a.
-Se eu sobreviver – ela fez um sinal para ele ficar quieto – eu mato o Nicholas, porque ele é o único que tem essa musica.
-Então não vai sobrar pra mim – Joe observou, ele se levantou e deu a volta na mesa ficando atrás da cadeira de Demi, retirou uma mecha do cabelo dela que tampava sua orelha, segurou seus braços com força e ela o encarou confusa – caso a parte de se matar seja verdade – ele sorriu e se abaixou cochichando no ouvido dela – não mate o Nick – ele manteve uma das mãos no braço dela e com a outra ele tirou o celular do bolso e um fone, preparou a musica e voltou a cochichar – eu ouvi a nossa musica – a palavra “nossa” fez Demi congelar – é linda – ele fez um carinho nela – e eu fiz isso pra você – ele colocou os fones o ouvido dela e enquanto ela ouvia ele se levantou e se manteve abraçado nela.
Demi não sabia o que dizer, a musica, a voz dela com a dele, tudo estava perfeito, a vergonha que tomava conta dela quando percebeu que Joe ouvira a sua musica sumiu ao ouvir a parte que ele fez, era estranho, eles eram completamente diferentes, mas nesses meses eles se completavam nisso, uma lágrima brotou nos olhos dela e ela sorriu, quando a musica terminou ela se levantou.

Everything Has Changed - Capítulo 26


Capítulo 26

O som do despertador de Joe ecoou por todo quarto, ele queria quebra-lo, mas assim que se deu conta do que tinha que fazer levantou em um pulo, seu celular estava jogado em algum lugar da cama, mas ele ainda ouvia os ruídos da musica saindo pelos fones que também estavam perdido pelo edredom.
Ele se levantou, lavou o rosto e escovou os dentes, ele estava péssimo, havia dormido por no máximo duas horas, estava sem camisa, de calça jeans e o cabelo estava todo bagunçado, ele desceu as escadas correndo, apenas Demi, Paul e Denise estavam tomando café.
-Bom dia – ele disse chegando na cozinha e pegando uma maçã.
-Joseph, o que aconteceu com você? – Denise perguntou.
-Depois te falo, mãe – ele disse e piscou para Demi que abaixou a cabeça corada – pai, lembra que o Senhor disse lá na reunião que precisava de algo diferente nesse nosso novo CD?
-Sim – Paul concordou passando geleia em uma torrada.
-Pode vir até o estúdio comigo, eu acho que tenho o que você procura.
-Agora, Joe, não pode ser mais tarde? Senta ai e come alguma coisa – Denise disse.
-Não, mãe, tem que ser agora – Joe disse e Paul se levantou.
-Então vamos – eles sorriram.
-Bom, o áudio não está perfeito – Joe se justificou enquanto procurava a faixa no computador – eu fiz isso a noite.
-Você passou a noite em claro aqui? – Paul perguntou e Joe concordou com a cabeça.
-Achei – ele deu play e Paul fechou os olhos.
Em segundos a voz de Demi preencheu todo o lugar, Paul sorriu ao ouvi-la, assim que a musica acabou Paul encarou o filho.
-Que voz incrível é essa? – ele perguntou – eu conheço, é alguma cantora nova? Alguma conhecida sua?
Joe sorriu.
-O Senhor acha que rola colocar essa musica no próximo CD? – Joe perguntou pra ter certeza.
-Claro – Paul disse – essa menina é incrível, Joseph, quem é?
-É a Demi – Joe disse – mas não conta pra ela, ela não sabe que eu fiz isso.
Joe explicou toda historia para Paul que ouviu atentamente cada palavra do filho.
-Mas nós precisaremos gravar isso de novo – Paul disse – você terá que conversar com ela – ele fez uma pausa – e se ela tiver outras musicas, eu estou disposto a lança-la.
-SÉRIO? – Joe perguntou sorrindo mais – obrigado, pai, MUITO obrigado.
Eles voltaram para a cozinha conversando.
-Agora você pode comer? – Denise perguntou para Joe.
-Não – ele disse – preciso de um banho e de algumas horinhas de sono, ei, Dem – ela olhou pra ele – eu e você vamos almoçar juntos hoje depois de deixar o baixinho na escola – Joe sorriu – e eu não aceito não como resposta – saiu da cozinha.
-Hm – Demi disse confusa – tá – respondeu pra Denise e Paul já que Joe nem havia esperado a resposta – bem, eu vou para a aula, bom dia pra vocês – ela se despediu deles e foi estudar.
Na hora do almoço Demi já estava de volta, ela tinha que correr para casa para arrumar a mochila e o lanche de Frankie e separar seu uniforme, mas assim que chegou, o menino já estava pronto sentado no sofá.
-Ué?! – Demi perguntou confusa e Franklin riu.
-Joe – ele disse e Demi logo entendeu – é melhor você correr, ele está uma pilha.
-Ok – Demi saiu correndo, tomou um banho e se arrumou, logo ouviu batidas em sua porta – pode entrar – ela disse distraída procurando sua jaqueta pelo quarto, assim que a vestiu pode ouvir a porta se abrindo – calma, to pronta.
-Sempre perfeita – Joe disse indo até ela e lhe dando um selinho demorado – vamos?
-Uhum – Demi pegou uma bolsa pequena e eles saíram.
-Tchau família – Joe gritou para Nick e Denise que estavam vendo TV.

Everything Has Changed - Capítulo 25


Capítulo 25

-Mãe? – Joe chamou abrindo a porta do escritório.
-Entra, filho – Denise disse calma, eles se sentaram cada um em uma poltrona que tinha ali – eu quero falar sobre você e a Demi – Joe engoliu seco e fez sinal para a mãe prosseguir – vocês estão namorando?
-Não – Joe disse triste.
-Joseph – Denise disse firme – você sabe que eu nunca me meti nos assuntos pessoais seus e dos seus irmãos, mas a Demi está sob a minha responsabilidade e ela já é como se fosse da família, eu iria adorar que vocês estivessem juntos, mas eu não posso permitir que você a magoe como costuma fazer com as garotas.
-Ela é diferente, mãe – Joe disse com os olhos cheios de lágrimas, Denise se surpreendeu, sabia que o filho nunca choraria por uma garota qualquer – eu acho que eu a amo.
Denise suspirou e deu espaço para o filho se sentar do seu lado, e fazendo carinho em sua cabeça ela disse:
-Então a faça feliz, Demi não é qualquer uma, ela é especial.
-Eu sei – Joe secou as lágrimas.
-Era só isso – Denise disse – pode ir ver o filme de vocês, ela está te esperando.
-Obrigado, mãe – ele disse sorrindo, passou no lavabo, lavou o rosto e foi para a sala, Nick estava sentado no sofá e Demi deitada com a cabeça apoiada nas pernas dele – ei, que isso, Demi, eu viro as costas por alguns minutos e você já está com outro?
-Idiota – Demi disse se levantando – vou pegar o brigadeiro.
-Tudo bem? – Nick perguntou.
-Sim, depois a gente conversa – Joe respondeu e Demi voltou e se sentou no meio dos dois.
-Dá play nisso logo, Jerry – ela disse pegando uma colher de brigadeiro.
Quando o brigadeiro acabou Joe abraçou Demi, e eles ficaram assim o filme inteiro, Nick dormiu na metade, Demi estava achando o filme chato, e Joe estava morrendo de medo, sempre levava um susto.
-Tá com medo? – Demi perguntou cochichando.
-Claro que não – nessa hora um dos personagens deu um grito e Joe deu um pulo no sofá e Demi gargalhou.
-Sei, sei – ela deu um selinho nele – melhorou?
-Não, achei meio fraco – ele disse dando um beijo nela, dessa vez mais intenso.
-Joe – Demi disse entre o beijo – a gente tá no meio da sala.
-Desculpa – Joe disse sorrindo, Demi apenas levantou uma sobrancelha mas logo sorriu com ele – não quero ver esse filme – Joe fez drama enquanto brincava com uma mecha solta do cabelo de Demi.
-Tá insuportável esse filme, nem dá medo – Demi reclamou.
-Você é muito sangue frio – Joe disse dando um selinho nela – então vamos dormir porque já está tarde e amanhã a Senhorita tem aula cedo – Demi revirou os olhos e levantou para tirar o DVD e colocar o prato de brigadeiro na cozinha enquanto Joe tacava milhões de almofadas em Nick para ele acordar.
-Boa noite – Demi disse se despedindo de Joe no corredor, eles se beijaram e cada um foi para seu quarto.
Demi logo pegou no sono, mas Joe procurava seu fone no meio de toda aquela bagunça, ele precisava ouvir a musica de Demi, assim que achou, pulou na cama ao mesmo tempo que encaixava o fone e procurava a musica que Nick havia passado.
-Wouldn’t change a thing? – ele disse para si mesmo se arrumando na cama, deu play e logo começou um som de violão suave.
Joe fechou os olhos por instinto, sempre que precisava prestar a atenção em algo, principalmente em musicas, ele fechava os olhos, Paul ensinara a ele e aos irmãos que a boa musica é ouvida pelo coração.
Ele logo estava em transe com a voz de Demi, como poderia ser tão perfeita? A musica era linda, ele estava completamente apaixonado por aquela melodia, mas assim como Nick, ele sentia que faltava alguma coisa, talvez uma resposta? Isso, uma resposta, Demi havia escrito sobre seu ponto de vista em um relacionamento, mesmo que a musica não fosse para ele, ele precisava escrever seu ponto de vista sobre ela.
Rabiscou durante toda noite, mas percebeu que precisaria de um violão, pegou seu celular, os papeis e um lápis e foi para o estúdio. Pronto, ali ele teria paz, paredes a prova de som, tudo que ele precisava.
Ouviu a musica uma, duas, milhares de vezes, até que conseguiu escrever algo que ficasse realmente satisfeito.
-Ótimo – ele disse sorrindo – só gravar.
Ele não se aguentava se ansiedade, ele precisava por seu plano em prática, não esperaria até amanhã pra gravar, Joe ajeitou os equipamentos e entrou na sala para gravar sua parte, tentou diversas vezes e quando estava satisfeito com o que fizera voltou para o computador.
Juntou os áudios, dele e de Demi, quando ouviu sua voz com a dela um sorriso brotou em seu rosto, as vozes se completavam de uma forma que nunca vira antes, passou o novo áudio para seu celular e voltou para seu quarto, abriu a cortina e pode ver o sol nascendo, sim, Joseph passou toda a noite no estúdio, ele colocou seu fone e deu play na musica que estava para repetir, colocou o despertador para tocar às sete da manhã, precisaria pegar seu pai em casa antes dele ir para a gravadora e dormiu por poucas horas ouvindo a musica, ouvindo a voz dela.

Everything Has Changed - Capítulo 24


Capítulo 24

-Ei, Nick – Joe disse enquanto colocava as chaves na mesinha perto da porta, Demi correu e pulou ao lado de Nick no sofá bagunçando seus cachos – vamos ver um filme agora?
-Bora – Nick se levantou pra escolher o filme e Joe se sentou ao lado de Demi.
-TERROR – Demi gritou.
-Sério? – Joe perguntou confuso.
-Algum problema? – Demi fez uma cara de assustada.
-É que geralmente os meninos escolhem terror e as meninas ficam gritando – Joe afinou a voz e balançou a mão – “não, comédia romântica”
-Gay – Nick disse ainda olhando para os DVDs.
-Eu gosto de filme de terror – Demi disse rindo – são os melhores.
-Terror então – Nick disse voltando o olhar para a prateleira mais alta.
-Enquanto vocês escolhem, eu vou tomar um banho – Demi subiu e Joe foi ajudar Nick a escolher o filme.
-Como é que vocês estão? – Nick perguntou sem tirar os olhos dos filmes a sua frente.
-Bem – Joe disse despreocupado olhando uma outra prateleira – por que?
-Bem, você tem que decidir o que vai fazer em relação a ela – Nick escolheu um e mostrou para o irmão que reprovou a escolha – ela tem só mais um mês aqui.
Joe se sentiu tonto, a ideia de ficar sem Demi era terrível pra ele, ele tinha que arrumar um jeito de manter Demi por mais tempo lá.
-Ela me contou que vocês gravaram uma musica dela – Joe disse baixo.
-É verdade – Nick disse confuso, porque Joe estava falando daquilo agora?
-É boa? – Joe perguntou e Nick fez que sim com a cabeça ainda meio confuso – me mostra?
-Sei não, cara – Nick disse enquanto batucava na caixinha de um DVD – ela morre de vergonha.
-Por favor, Nick – Joe pediu – eu tenho um plano pra ela ficar, mas eu preciso ouvir essa musica.
-Tá – Nick se deu por vencido – mas é só pra ela ficar, e pelo amor de Deus, não conta pra ela que eu te mostrei – Nick tirou o celular do bolso – liga o Bluetooth.
-Espera – Joe encarou o irmão levantando uma sobrancelha – você tem a musica dela no celular?
-Tenho – Nick disse naturalmente – a música é muito boa mesmo, e a voz dela é linda.
-Imagino – Joe sorriu ao lembrar da voz de Demi – ta ligado, pode passar.
-Pronto – Nick colocou o celular no bolso – bem que a Demi podia fazer um brigadeiro, né?!
-Aquilo vicia – Joe disse – eu faço.
-Você sabe? – Nick fez uma cara engraçada.
-Uhum – Joe foi para a cozinha.
-Acharam algum filme? – Demi perguntou chegando na sala depois de alguns minutos.
-Hum, temos essas opções – Nick mostrou pra Demi.
-Esse aqui – Demi apontou para um dos DVDs – os outros eu já vi – ela olhou em volta – cadê o Joe?
-Tá na cozinha fazendo brigadeiro – Nick respondeu enquanto colocava o filme.
-Ajuda ai? – Demi perguntou entrando na cozinha e se sentando na bancada.
-Não – Joe parou de mexer e ficou vidrado em Demi que estava com um short jeans rasgado e uma blusa comprida que quase escondia todo o short, seu cabelo estava em um nó frouxo, deixando mechas caindo pelo seu rosto.
-JOE, VAI QUEIMAR – Demi deu um pulo e segurou a colher voltando a mexer o brigadeiro.
-Se queimasse a culpa seria sua – Joe disse sorrindo abraçando a Demi por trás enquanto ela continuava mexendo o brigadeiro.
-Minha? – ela perguntou com uma cara sapeca – por que?
-Você é linda demais, eu não consigo prestar a atenção em outra coisa com você por perto – ele deu um beijo no pescoço dela.
-Ah, claro, minha culpa – Demi sorriu corada – pega um prato, já ta quase pronto.
-Sim Senhora – Joe pegou o prato que Demi pediu.
-O que vocês estão aprontando ai? – Denise apareceu na cozinha de pijama.
-Brigadeiro – Demi disse sorrindo.
-Hum – ela sorriu em resposta – Joe, posso falar com você um instante?
-Claro mãe – Joe respondeu.
-Te espero no escritório – ela disse e saiu da cozinha.
-Algo me diz que é sobre a gente – Demi disse triste.
-Se for – Joe colocou a mão em sua nuca – ela não vai poder nos separar – ele deu um selinho nela – confia em mim – ela concordou com um sorriso – já volto.

Everything Has Changed - Capítulo 23


Capítulo 23

-Qual é o problema desses taxistas? – Demi pensou alto segurando as lágrimas, ela devia saber, ela só seria mais uma na vida de Joe, ela sorriu sem vontade – que tola, Demetria, ele é um Jonas, um “rock star”, e você?
-A garota mais incrível que eu já conheci – Joe apareceu atrás dela, sua voz fez a menina estremecer – a gente pode conversar?
-Não – Demi foi seca e continuou fazendo sinal para os taxis.
-Você não vai conseguir nada assim – Joe avisou, ele deu um passo a frente e assobiou alto e um taxi parou – perdão, nós não vamos mais – o taxista reclamou e deu partida com o carro – ta vendo, tem que ter uma manha, não adianta ficar fazendo sinal – ele se aproximou de Demi – eu prometo que eu mesmo chamo um taxi pra você se você me ouvir.
-Que escolha eu tenho? – Demi disse entre dentes virando as costas e sentando num murinho baixo que havia ali, Joe parou para admira-la, ela balançava as pernas como uma criança e olhava para o lado, ele sempre se surpreendia com a beleza dela, sabia que poderia olha-la mil vezes sem se cansar daquele lindo rosto.
-Eu sempre estrago as coisas, né? – Miley disse baixo.
-Você não faz por mal – Nick disse com um leve sorriso – é o seu jeito, você é assim, explosiva – ele balançou as mãos e ela riu – e as pessoas gostam de você mesmo assim.
-Mas não foi por isso que a gente terminou? – Miley perguntou, na verdade, foi quase uma afirmativa.
-Não – Nick sorriu leve –a gente só se perdeu, Miley, sei lá, nós éramos muito novos, e sempre fomos muito diferentes, a gente só seguiu outros caminhos – ele segurou de leve o queixo dela – mas as nossas diferenças se completam.
-Eu acho que nós fomos muito duros com a nossa relação – ela sussurrou – mas acho que não dá pra voltar atrás.
-Também acho – Nick lamentou – mas não acho impossível a gente construir outra historia – eles sorriram.
-Mas vamos com calma, né – Miley disse.
-Com certeza – eles começaram a conversar naturalmente, perdendo aos poucos a vergonha que tinham um do outro.
Lá fora, Joe escolhia as palavras com cuidado, ele teria que mostrar pra Demi que ela não era mais uma, mas também não podia perder as rédeas da situação, eles não podiam assumir nada sério agora.
-Olha, Demi – Joe começou a falar – a Miley tem razão – Demi o encarou incrédula – eu realmente sempre mudei de “namorada”, nunca acreditei no amor, nunca fui desses, nunca fui romântico, nunca tive dificuldade em terminar um relacionamento, eu apenas enjoava e pronto, sempre achei que isso seria curtir a vida – ele se aproximou se sentando ao lado de Demi – mas eu sempre tive inveja dos meus irmãos, olha para o Kevin, casado, muito bem casado e louco pela Dani, e o Nick, bem, ele tenta fugir mas ele é louco pela Miley, mesmo não estando junto com ela, ele sabe quem ele ama, ou melhor, ele sabe o que é o amor – uma lágrima teimou em descer dos olhos de Joe, ele fungou e Demi olhou pra ele – e eu, eu tive muitas, mas sempre me senti sozinho – ele fez uma pausa e voltou a olhar pra ela – até você aparecer.
-Joseph, por favor – Demi desceu do murinho e Joe foi atrás dela e a puxou pelo braço obrigando-a a olha-lo nos olhos.
-Demi, eu vou ser sincero com você, eu não sei o que é amor, eu não sei o que eu sinto em relação a você, mas seja  lá o que for isso, eu quero mais e eu quero que seja com você – ele não tirava os olhos dela – você sabe muito bem o efeito que causa em mim e eu não posso te tratar como qualquer outra, porque você é diferente, você não sai da minha cabeça, meu dia não começa antes que eu veja o seu sorriso, e eu sinto que eu posso descobrir como amar com você – ele fez um carinho na bochecha dela com o polegar – só com você.
Demi via que ele estava falando a verdade, ela via nos olhos dele que ele estava sendo totalmente sincero, Demi também não tinha certeza do que sentia, mas ela fez o que parecia certo ali, se aproximou dele e o beijou, Joe, é claro, correspondeu com a mesma intensidade.
-AAAAAAAH – Miley começou a bater palminhas, ela estava observando pela janela – que lindo esses dois.
-Acredite, não é esse romantismo o tempo todo – Nick debochou e Miley tacou um pedaço de muffin nele.
-To perdoado então? – Joe perguntou.
-Acho que sim – Demi sorriu mas logo ficou séria – vamos com calma tá – Joe concordou com a cabeça – e não – Demi hesitou um pouco – brinca comigo – essa ultima parte saíra quase inaudível.
-Nunca, Dem – Joe a abraçou forte, tentando transmitir toda segurança pra ela, e havia conseguido, Demi se sentia muito segura nos braços dele.
-Agora você pode chamar um táxi pra mim? – Demi perguntou sem se soltar totalmente do abraço.
-Jura que você quer ir mesmo depois disso tudo? – Joe perguntou pasmo e Demi gargalhou.
-Não, foi só pra te assustar – ela deu um selinho nele e olhou para a janela e viu Miley encarando eles, assim que ela se deu conta do olhar de Demi, abaixou a cabeça tentando disfarçar – Miley, como você consegue esses papéis? – Demi perguntou sorrindo enquanto voltava a se sentar a mesa em que Nick e Miley estavam – aqui você é uma péssima atriz.
Miley sorriu.
-Eu tinha que saber o que estava acontecendo – ela se defendeu – me desculpa, tá, eu sou assim – ela tentou achar uma palavra.
-Intensa? – Demi disse e ela concordou – eu percebi –elas sorriram – tudo bem, Miley.
-Bem, eu tenho que ir – Miley disse se levantando – a gente se liga, Demi, pra sairmos mais vezes – Demi concordou enquanto se levantava para abraça-la – tchau, gente – Miley jogou beijinhos no ar e foi embora.
-Terra chamando – Joe tacou um guardanapo amassado em Nick que olhava com cara de bobo para a porta que Miley acabara de sair.
-Não enche – ele se levantou – eu to indo também.
-Nada mais te prende aqui – Joe debochou.
-Tchau, Demi – Nick respondeu revirando os olhos.
-Tchau, maninho – Joe disse ainda debochado.
-Para de ser chato – Demi deu um tapa no braço dele depois de se despedir de Nick com um sorriso.
-Eu gosto de implicar – Joe sorriu.
-Jura? Ainda não tinha percebido – Demi ironizou.
-Bom, vamos também, né? – ele disse se levantando e indo pagar a conta – sempre sobra pra mim.
-Quer que eu te ajude – Demi perguntou revirando a bolsa atrás do cartão.
-Nem pensar – Joe disse enquanto pagava a conta, eles saíram de mãos dadas sorrindo e foram para o estacionamento.

Everything Has Changed - Capítulo 22


Capítulo 22

-Pronto – Demi voltou a se sentar ao lado de Miley – Dona Denise avisada, Marcos vai buscar Frankie, e Joseph avisado.
-Joe? – Miley perguntou enquanto devorava um muffin de mussarela de búfala, tomate e rúcula.
-É – Demi sorriu bobo – chamei ele pra vir encontrar com a gente depois da reunião.
-Hum, sei – Miley debochou bebendo um pouco do seu Ice coffee – vocês são o tipo de casal que não se desgruda.
-Nós não somos um casal – Demi retrucou, mas Miley a interrompeu.
-AINDA.
-O Nick vem – ao ouvir Demi dizer isso Miley engasgou com o muffin – calma, Miley, respira – nada, Miley estava praticamente entalada com um muffin.
-Quer me matar, Demetria? – Miley perguntou brava tomando todo seu café.
-Não da pra entender porque você fica assim quando fala dele – Demi deu o seu café para Miley.
-Não quero falar sobre isso agora – Miley respondeu triste – e você está oficialmente fora da posição de melhor amiga – Demi fez uma careta.
-Por que eu vou te dar algumas horinhas ao lado do menino que você ama? – Demi debochou – de onde eu venho isso é ajudar uma amiga.
-Mas eu não quero ajuda com o Nick – Miley disse séria – eu e ele não temos mais nada.
-Mas tá na cara que vocês se amam ainda – Demi rebateu.
-As coisas não são tão simples, Demi – Miley disse – você quer entrar nesse meio, então entenda, você tem que abrir mão de algumas coisas por um sonho, mesmo essa coisa sendo um conto de fadas.
-Desculpa – Demi disse sincera – eu posso desconvidar, sei lá, ele vai entender.
-Não, tudo bem – Miley, que encarava as mãos, levantou o rosto para olhar Demi – eu preciso vê-lo, você fez a coisa certa – elas trocaram um sorriso – mas não faça de novo – Miley fez cara feia e Demi se assustou.
-Tá, tudo bem, prometo.
-Ei, o cara mais lindo do mundo chegou – Joe disse assim que achou a mesa das meninas.
-Corta essa, Joseph, só a Demi acha isso – Nick disse vindo logo atrás dele, Joe se sentou ao lado de Demi e Nick ao lado de Miley, que ficou visivelmente nervosa.
-Vocês demoraram – Demi tentou quebrar aquele clima.
-É que – enquanto Joe explicava o porquê da demora Demi olhou pra Miley e fez um sinal discreto pra que ela ficasse calma e cochichou “eu to aqui”, elas trocaram um sorriso – por isso que a gente demorou.
-Hum – foi o que Demi respondeu, ela não tinha ouvido nada do que ele havia falado.
-Vejo que vocês já comeram – Nick disse sorrindo - muffin de mussarela de búfala, tomate e rúcula, acertei? – ele olhou pra Miley que levantou o olhar para ele e ficou com cara de boba, Demi coçou a garganta pra que Miley voltasse a si e respondesse.
-Sempre – ela finalmente disse sorrindo.
-Certas coisas não mudam – Joe disse sorrindo.
-Com certeza não – Nick disse olhando para Miley e Joe ficou debochando deles.
-Cala boca, Joseph – Miley reclamou envergonhada – tem coisa que muda sim, você nunca está com a mesma pessoa nos nossos lanches no Starbucks, suas companhias mudam conforme a sua roupa.
-Com licença – Demi disse baixo se levantando.
-Droga, Demi – Miley tentou argumentar – eu e esse meu jeito.
-Exatamente, Miley – Joe disse com raiva – você e esse seu jeito, e agora?
-Como assim, Joseph? – Miley o encarou – tudo bem, não era pra eu ter falado na frente dela, mas é verdade, você usa as garotas.
-NÃO ELA – Joe aumentou o tom de voz, mas viu que algumas pessoas olharam pra ele e voltou a falar normalmente – ela é especial – Joe abaixou a cabeça – eu acho que a amo.
Um longo silencio se fez naquela mesa.
-Olha pra mim, Joseph – Miley ordenou e ele obedeceu – você tem certeza disso? – ele concordou com a cabeça – isso é verdade, Nick? – ela confirmou e ele assentiu – então não desperdice essa chance de ser feliz, a Demi gosta mesmo de você, e ela é incrível, me sinto amiga dela e a gente se conhece a duas horas, então, se você magoa-la, você nunca terá um filho, ou não vai andar de novo – Miley deu um sorrisinho – agora vai atrás dela, eu me desculpo depois.