terça-feira, 6 de novembro de 2012

Ei, babys, tudo bem?

Eeeentão, SE alguém estiver lendo a fic, ou já leu lá no meu tumblr, por favor, comenta ai e tal...só pra ter uma ideia se tem alguém lendo. É isso, beijos vocês /Lari

Everything Has Changed - Capítulo 6


Capítulo 6

-Cheguei – Demi disse entrando em casa – alguém?
-To aqui, filha – Dianna disse de algum lugar da casa.
-Ei – Demi se sentou ao lado de sua mãe no sofá.
-Estava com Alex? – Dianna perguntou, Demi afirmou com a cabeça – tá tudo bem? – Demi sentiu os olhos lacrimejarem e sacudiu a cabeça negativamente – quer um abraço? – Dianna já sabia o que tinha acontecido e não precisou esperar muito pra sentir sua filha em seu colo, como uma criança, ali era voltaria a ser um bebê, e seria mimada pela mãe.
-Ele terminou, mãe, disse que eu tinha um sonho idiota, ele gritou comigo – Demi tentava falar e lembrar da cena fazia com que ela se sentisse pior.
-Filha, ele estava nervoso porque ele tem o mesmo medo que a gente – Dianna disse e Demi a encarou – ele sabe que você se vai pra sempre, ele sabe que logo, logo, você vai conseguir se estabilizar, porque você tem um potencial incrível.
-Mas mãe, isso não quer dizer que eu vou abandonar vocês, ele não entende isso – Demi tentou explicar.
-Eu sei, filha, ele vai perceber da pior maneira – Dianna disse enquanto a filha voltava a deitar em seu colo – as coisas vão se ajeitar, o que você tem que fazer é se dedicar ao máximo lá e se destacar, mas sem deixar de ser quem é.
-Eu sei, mãe – Demi disse – obrigada, eu te amo.
-Eu também te amo, filha.
-Já tá tudo pronto – Demi quebrou o silencio.
-É depois de amanhã, né – Dianna observou e Demi respondeu com um sussurro – filha, está tudo bem, você vai se sair muito bem lá, pode ter certeza disso, e amanhã nós teremos um jantar de despedida.
-Sem o Alex – Demi disse baixo torcendo pra sua mãe não ouvir, mas foi em vão.
-Um jantar com pessoas que te amam e te apoiam de VERDADE – Dianna respondeu a filha.
Os 2 últimos dias se passaram rápido, e o jantar também, todos estavam felizes de uma certa forma por ver a felicidade de Demi, agora ela tinha certeza que o término do namoro tinha sido bom pra ela, ela poderia focar totalmente na sua futura carreira, agora ela tinha mais convicção do que queria, e iria conseguir.
-Eu vou sentir muito a sua falta – Dallas disse, estavam todos no aeroporto esperando o voo da Demi – eu te amo muito, e juízo lá, hein.
-Pode deixar, maninha – Demi respondeu com lágrimas nos olhos – eu também te amo, e cuida dela, hein, Mike.
-Sempre – Mike respondeu – e você se cuida também.
-Demi, eu fiz isso pra você – Maddie chorava enquanto entregava um papel para a irmã, era um desenho delas juntas, as lágrimas que Demi estava tentando segurar não resistiram aquilo.
-Ficou perfeito, Madison – Demi respondeu se agachando pra ficar da altura da irmã – não esquece que você é linda, por dentro e por fora, você é perfeita, uma princesa, nunca deixe que te digam o contrário, você acredita em mim?
-Sim – Maddie respondeu chorando – eu te amo muito, Demi.
-Eu também te amo muito, melhor amiga – Demi respondeu abraçando a irmã.
-Vem, Maddie – Eddie pegou a filha no colo e foi em direção a Demi – eu confio que você vai fazer o seu melhor, você merece isso, nós sabemos o quanto isso é importante pra você então eu quero que você volte confiante da sua música, está certo?!
-Claro pai, isso com certeza irá acontecer – Demi respondeu sorrindo, era bom pra ela saber que seu pai havia entendido o porquê disso tudo – eu sou muito grata por tudo que você fez pra gente, por ser meu pai, eu te amo – eles se abraçaram.
-Filha – Dianna veio e abraçou Demi assim que ela saiu do abraço de Eddie – dê o seu melhor, eu já tenho muito orgulho de você, eu te amo muito e não vejo a hora de você voltar.
-Bom, acho que agora é a minha vez – uma voz familiar fez Demi gelar por dentro.
-Alex? – Demi achou aquilo estranho, mas resolveu deixa-lo falar.
-Será que a gente pode conversar? – ele perguntou de cabeça baixa.
-Rápido, meu voo é o próximo – ela respondeu fria, aquilo doía nos dois.
-Me perdoa, Demi, isso é importante pra você e eu estraguei tudo, era pra eu me alegrar com você – Alex disse olhando nos olhos dela.
-Tudo bem, eu sei que você não fez por mal – Demi respondeu – está perdoado – Alex tentou beija-la mas ela desviou – não significa que voltamos.
-Como assim, Demi? – os olhos dele se encheram de lágrimas – eu te amo.
-Eu também te amo, Alex – Demi respondeu também chorando – mas eu preciso desse tempo, eu não quero estragar o que a gente já construiu, então, quando eu voltar a gente conversa.
-E se você arrumar outro lá? – Alex quis saber, ele parecia apavorado.
-Se eu arrumar outro, Alex, você vai ter que me esquecer, por que eu te amo muito, e se alguém superar isso que eu sinto por você, será pra sempre – Demi respondeu olhando-o nos olhos.
-Eu entendo – Alex lamentou – boa sorte, princesa, eu te amo muito.
-Eu também te amo, Alex – Demi respondeu e eles se abraçaram, foram interrompidos pela chamada do voo – boa sorte pra você também.
Depois de mais uma breve despedida a todos, Demi embarcou, ela não sabia como seria a sua nova vida, mas sabia que faria de tudo para que fosse muito melhor, ela estava bem com ela mesma, até em relação a Alex, se sentia mais madura e segura, com toda certeza, uma nova Demi.

Everything Has Changed - Capítulo 5


Capítulo 5

-Dallas? – Demi chorava ao telefone – você tá ocupada?
-Ai meu Deus, Demi, o que aconteceu, onde você tá? – Dallas respondeu preocupada, pegando a chave do carro.
-To naquela pracinha que a mamãe trazia a gente quando pequena, perto do prédio do Alex – Demi chorou mais ao falar o nome dele.
-Alex – Dallas sussurrou, ela já imaginava o que havia acontecido – já to indo.
Demi estava sem chão, Alex havia sido o único, e ela podia jurar que seria assim pra sempre, ela não podia entender a reação dele, afinal, ele vivia viajando e ela tinha que aguentar meses sem ele, ela não sabia o que fazer, passou um bom tempo chorando sentada sozinha em um balanço até sentir alguém pondo a mão em seu ombro.
-O que aconteceu, Demi? – Dallas perguntou enquanto a irmã se levantava para abraça-la, elas ficaram assim por um bom tempo, Dallas fazia carinho em Demi enquanto ela chorava cada vez mais.
-Ele terminou comigo, Dallas, disse que meu sonho não era importante – Demi finalmente conseguiu dizer em meio a soluços – eu to fazendo muita gente sofrer por conta disso, eu estou sendo egoísta, eu não vou mais.
-Como assim, Demi? – Dallas afastou a irmã e a encarou incrédula – esse é o seu sonho desde que você nasceu, você sabe que tem potencial e sabe que precisa disso, você tem talento, Demi, sua voz é maravilhosa, e o único egoísta nessa história toda é o Alex, por que a sua família vai te apoiar e vai aguentar você lá por quanto tempo for necessário, por que nós sabemos que você nunca será completa sem isso, então, Demetria, levanta essa cabeça e dá a volta por cima, MAIS UMA VEZ, você já passou por muita coisa e foi forte antes, agora não será diferente.
-Eu não sei se consigo sem ele, Dallas – Demi chorava menos agora.
-Como assim, Demi? – Dallas repreendeu a irmã – você NUNCA precisou dele, você sempre soube muito bem o que você quer, não abra mão do seu sonho por um menino, não vale a pena, e outra, outro país, outra vida, outros meninos, vai te fazer bem.
-Dallas – Demi a olhou mas viu que a irmã não daria chance pra ela argumentar, e no fundo Demi sabia que Dallas estava certa – ok, eu vou me dedicar 100% a minha musica e ao meu sonho, agora ninguém me segura – finalmente ela riu.
-Assim que se fala – Dallas respondeu – sorvete?
-Claro – Demi concordou.
-Já conhece a sua nova família americana? – Dallas quis saber, enquanto se atrapalhava toda com o mega sorvete de flocos na sua frente.
-Hum, só por telefone – Demi respondeu – eles tem o mesmo nome dos pais dos Jonas Brothers.
-Sério que você sabe qual é o nome dos pais dos Jonas Brothers? – Dallas perguntou debochada.
-Quando se convive com a Madison, você sabe até o tipo sanguíneo deles – Demi respondeu e as duas sorriram – e eu já fui meio fã, antigamente, lembra?
-Oh, se lembro, foi logo no começo da carreira deles – Dallas observou - Mas é o mesmo sobrenome também?
-Não sei – Demi deu de ombros – papai que conversou com eles, e só me disse o primeiro nome.
-Hum – Dallas respondeu – acaba logo isso aí, vou te deixar em casa e vou trabalhar.
-Te atrapalhei, né? – Demi perguntou se levantando.
-Nunca, maninha, sempre vou estar aqui por você – elas se abraçaram.

Everything Has Changed - Capítulo 4


Capítulo 4

-Alex, você disse que o filme seria de terror, e eu ri o filme inteiro, que ridículo – Demi disse sorrindo, realmente o filme era péssimo, Demi amava filmes de terror, mas aquele era bobo demais.
-O que eu posso fazer se a minha namorada tem sangue frio? – Alex perguntou enquanto tirava o DVD e desligava os aparelhos – e ai, o que a gente vai fazer de bom agora?
-Tem mais brigadeiro? – Demi perguntou com carinha de criança.
-Não – Alex veio e pulou em cima dela no sofá – minha namorada viciada comeu tudo – eles se beijaram.
-Alex, eu preciso conversar com você – Demi o interrompeu.
-Fala – ele se ajeitou do lado dela puxando ela para o seu colo.
-Eu vou para os Estados Unidos, consegui convencer meus pais sobre o intercambio – Demi falou despreocupadamente.
-E você me fala isso assim? Nessa naturalidade – Alex respondeu alterando um pouco o tom de voz.
-Como assim, meu amor? – Demi perguntou fazendo um carinho no rosto dele.
-Quanto tempo, Demi? – Alex agora tinha a mandíbula trincada e os olhos fechados, falava pausadamente e tinha a respiração falha.
-Seis meses no máximo – Demi respondeu com medo.
-SEIS MESES, DEMETRIA? – Alex gritou e levantou quase derrubando Demi no chão.
-Não me chama assim, Alex – Demi pediu – e por que isso? Você vive viajando e eu nunca fiz isso.
-Eu viajo a trabalho, Demi, é diferente, você sabe – Alex disse impaciente.
-Você sabe que isso é importante pra mim – Demi disse olhando nos olhos dele – e pode ser meu futuro trabalho.
-Por favor, Demetria – Alex sorriu irônico – MÚSICA? Isso não é profissão.
-Nossa, falou o “Senhor tenho o emprego mais estável do mundo” – Demi ironizou também – Alex, você AMA fotografar e eu AMO fazer a minha música, e você sabe que lá eu terei MUITAS oportunidades.
-E a gente? – Alex perguntou se acalmando um pouco.
-A gente dá um jeito, sempre demos – Demi se aproximou e segurou o rosto dele – eu te amo, a gente vai ficar bem.
-Namoro a distancia? – Alex se soltou das mãos dela – não sei não, Demi.
-O que você quer dizer com isso? – Demi perguntou.
-Eu quero que você escolha – Alex se virou para encara-la – ou eu, ou esse seu sonho idiota de viver cantando por aí.
-Eu não acredito nisso – Demi começou a chorar – eu achei que você me apoiasse, Alex, você sempre me disse que eu tinha futuro.
-Mas isso é verdade, Demi, e é por isso que eu não quero que você vá – ele se aproximou – você tem muito talento, e se conseguir chamar a atenção, não serão apenas seis meses, será pra sempre.
-Meu amor, eu sei, mas ai será mais fácil pra gente se ver – Demi tentou argumentar.
-Não, Demi, ai a gente NUNCA mais irá se ver – Alex respondeu soltando-a – já tenho minha resposta, boa sorte na vida, Demetria, e seja muito feliz – ele abriu a porta pra ela.
-Você tem certeza disso? – agora Demi chorava mais, ela estava sem chão, ela o amava muito, ele não respondeu nada, apenas abaixou a cabeça – tudo bem então, Alex, acabou, fazer o que, mas não esquece que eu te amo muito, e eu quero que você seja muito feliz – ela deu um selinho nele e saiu chorando do prédio.

Everything Has Changed - Capítulo 3


Capítulo 3

 Como o previsto, em pouco mais de um mês Demi havia resolvido toda papelada, e partiria em uma semana, por ter dupla nacionalidade, tudo foi facilmente resolvido, hoje Demi passaria o dia com Alex, que estava chegando de uma viajem a trabalho.
-Alex – Demi gritou no aeroporto e saiu correndo, eles se abraçaram e ficaram assim por um bom tempo.
-Demi, que saudade – Alex finalmente sussurrou dando um beijo nela – como é difícil ficar sem você.
-Eu sei, meu amor – Demi ainda estava pendurada nele – eu te amo muito.
-Eu também te amo, pequena – Alex colocou Demi no chão, eles deram as mãos e foram em direção a saída.
-Me conta, como foi? – Demi perguntou, Alex era modelo e estava tentando um bom contrato, por isso ele vivia viajando, fotografava em vários lugares e sempre topava qualquer trabalho, pra se estabilizar na carreira.
-Foi ótimo, Demi, foi incrível, eu amo isso, as fotos ficaram ótimas, vão sair na próxima quinzena da revista, e eu acho que dessa vez o contrato sai – ele respondeu sem conter o entusiasmo.
-Que incrível, meu amor, fico feliz por você, e pra comemorar – Demi parou em frente a uma lojinha no aeroporto – que tal uma porção de pão de queijo?
-Não, Demi, eu pensei em outra coisa – Alex puxou a namorada – vamos para o meu apartamento, eu preciso de um banho e sossego, aproveitar esse raro friozinho no Rio de Janeiro, um filme com brigadeiro seria ótimo.
-Com certeza – Demi sorriu e eles foram para o apartamento do Alex.

Everything Has Changed - Capítulo 2


Capítulo 2


-Ih, olha, o papai já chegou – Demi disse – será que a mamãe já conversou com ele?
-Conversou o que, Demi? – Maddie quis saber.
-Nada princesa, agora entra, o almoço já deve estar pronto – elas desceram do carro.
-Vai ser difícil pra ela ficar sem você – Dallas observou enquanto trancava o carro, Demi respirou fundo, sabia que Madison era louca por ela.
-Ela quer ser como eu, Dallas, por isso eu vou ser alguém importante, pra que ela tenha ainda mais orgulho – Demi concluiu e entrou em casa, indo direto para a cozinha – hum, o cheiro tá ÓTIMO.
-Já está tudo pronto, vou preparar a mesa, me ajuda – Dianna pegou algumas panelas, enquanto Demi pegava talheres e outros acessórios.
-Corre, pai, corre – Madison gritava enquanto seu pai entrava na sala com ela pendurada nas costas.
-Olha o tapete, Eddie – Dianna alertou.
-Também te amo – eles deram um selinho.
-Ugh – Madison soltou e todos riram.
-Relaxa – Dianna cochichou pra Demi e eles se sentaram pra almoçar.
-Então, Demi – Eddie limpou a garganta – sua mãe me falou sobre o intercambio.
-Pai, isso é muito importante pra mim – Demi disse séria.
-Eu sei, Demi, eu sei, mas você também é muito importante pra mim, você e Dallas são minhas filhas – Demi sorriu, sabia que Eddie não precisava trata-la como filha, mas ele sempre fez questão de dar a ela e a sua irmã mais velha a imagem de um pai de verdade, coisa que Patrick nunca tinha feito, sem duvida, Eddie era responsável pela felicidade estar de volta naquela casa.
-Pai, eu vou me cuidar, eu prometo – Demi disse com os olhinhos brilhando.
-Quanto tempo? – Eddie quis saber.
-Bem, a principio seis meses, e se a família e eu entrarmos num acordo, posso prolongar pra mais seis meses no máximo – Demi explicou.
-Não – Eddie disse – apenas os seis primeiros meses, se não, nada feito.
-Isso então é um sim – Demi quis saber dando seu maior sorriso.
-Fazer o que, né, você quer tanto, e eu confio na criação que te dei – Eddie finalmente sorriu, Demi já estava pendurada no pescoço dele beijando-o e falando o quanto ela o amava.
-Perdi a fome – Madison disse e saiu correndo com lágrimas nos olhos.
-Vai falar com ela, Demi – Dallas disse e Demi saiu correndo atrás dela.
-Princesa? – Demi chamou enquanto entrava no quarto da irmã, dava pra ouvir seu choro da porta.
-Por favor, Demi, me deixa sozinha aqui – Madison pediu.
-Eu sei que não é isso que você quer – Demi se sentou ao lado da irmã, num tapete rosa felpudo.
-Por que, Demi? Por que você tem que ir? – Maddie quis saber, agora ela encarava Demi com lágrimas nos olhos.
-Vem cá – Demi abriu os braços e a pequena logo se aconchegou neles – Maddie, você sabe que eu amo a música e que eu preciso disso, eu preciso melhorar, eu preciso estudar pra conseguir ser uma estrela como – Demi torceu o nariz percebendo a quantidade de posters que tinha do Justin Bieber no quarto da irmã – como o Justin.
-Mas você já é – Maddie argumentou – você é incrível, Demi, eu te escuto cantando por ai, você já está pronta pra ser até melhor que ele.
-Pode até ser, princesa, mas eu não vou conseguir nada ficando presa aqui no Brasil – Demi pensou – olha para esses posters, todos aqui são hiper famosos e nenhum deles é brasileiro, eu amo meu país, mas eu não vou conseguir ficando aqui – Demi forçou Maddie a se virar para olha-la – e sem o apoio da minha melhor amiga, como eu vou conseguir isso?
-Tudo bem, Demi – Maddie finalmente disse – eu vou te apoiar, mas, por favor, não demora, você é minha única amiga, você sabe.
-Eu sei, e você também é minha única amiga, e eu vou pirar sem você, mas a gente vai se falar todos os dias, viu, toda hora – Demi forçou um sorriso.
-Eu queria crescer logo – Madison fitou o chão – pra ficar logo linda igual a você.
-Madison – Demi segurou delicadamente o queixo de sua irmã que já chorava novamente – você É linda, é a menina mais linda que eu já vi, a mais engraçada e inteligente também, não importa o que os outros pensem ou falam, você é perfeita, do seu jeito, e eu não quero que você cresça, você já é mais bonita que eu agora, se crescer então, eu to ferrada, vai ter um exercito de meninos atrás de você,e eu realmente não quero que nenhum deles toque na minha irmãzinha – Madison sorriu – vamos voltar pra mesa?
-Vamos – Maddie respondeu depois de respirar fundo, Demi se levantou e parou na porta esperando sua irmã segui-la – eu te amo, Demi, e eu tenho certeza que você trará muito orgulho pra gente.
-Eu também te amo, princesa – Demi respondeu e levantou a irmã – agora vamos antes que dona Dianna dê um ataque – elas sorriram e desceram as escadas brincando como se nada tivesse acontecido.
-Desculpa por ter saído daquele jeito da mesa, mãe – Maddie assumiu seu lugar de antes e retomou sua refeição, Demi estava parada na porta observando enquanto todos a olharam com cara de “como você consegue?”, ela apenas sorriu e voltou a almoçar.
-Quando você pretende ir?  - Dallas perguntou depois de um longo silencio.
-Não sei – Demi respondeu – dentro de um mês mais ou menos – Demi olhou pra Madison que a encarava triste – vai dar tudo certo, confia em mim – Maddie sorriu fraco e voltou a comer.