sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Everything Has Changed - Capítulo 25


Capítulo 25

-Mãe? – Joe chamou abrindo a porta do escritório.
-Entra, filho – Denise disse calma, eles se sentaram cada um em uma poltrona que tinha ali – eu quero falar sobre você e a Demi – Joe engoliu seco e fez sinal para a mãe prosseguir – vocês estão namorando?
-Não – Joe disse triste.
-Joseph – Denise disse firme – você sabe que eu nunca me meti nos assuntos pessoais seus e dos seus irmãos, mas a Demi está sob a minha responsabilidade e ela já é como se fosse da família, eu iria adorar que vocês estivessem juntos, mas eu não posso permitir que você a magoe como costuma fazer com as garotas.
-Ela é diferente, mãe – Joe disse com os olhos cheios de lágrimas, Denise se surpreendeu, sabia que o filho nunca choraria por uma garota qualquer – eu acho que eu a amo.
Denise suspirou e deu espaço para o filho se sentar do seu lado, e fazendo carinho em sua cabeça ela disse:
-Então a faça feliz, Demi não é qualquer uma, ela é especial.
-Eu sei – Joe secou as lágrimas.
-Era só isso – Denise disse – pode ir ver o filme de vocês, ela está te esperando.
-Obrigado, mãe – ele disse sorrindo, passou no lavabo, lavou o rosto e foi para a sala, Nick estava sentado no sofá e Demi deitada com a cabeça apoiada nas pernas dele – ei, que isso, Demi, eu viro as costas por alguns minutos e você já está com outro?
-Idiota – Demi disse se levantando – vou pegar o brigadeiro.
-Tudo bem? – Nick perguntou.
-Sim, depois a gente conversa – Joe respondeu e Demi voltou e se sentou no meio dos dois.
-Dá play nisso logo, Jerry – ela disse pegando uma colher de brigadeiro.
Quando o brigadeiro acabou Joe abraçou Demi, e eles ficaram assim o filme inteiro, Nick dormiu na metade, Demi estava achando o filme chato, e Joe estava morrendo de medo, sempre levava um susto.
-Tá com medo? – Demi perguntou cochichando.
-Claro que não – nessa hora um dos personagens deu um grito e Joe deu um pulo no sofá e Demi gargalhou.
-Sei, sei – ela deu um selinho nele – melhorou?
-Não, achei meio fraco – ele disse dando um beijo nela, dessa vez mais intenso.
-Joe – Demi disse entre o beijo – a gente tá no meio da sala.
-Desculpa – Joe disse sorrindo, Demi apenas levantou uma sobrancelha mas logo sorriu com ele – não quero ver esse filme – Joe fez drama enquanto brincava com uma mecha solta do cabelo de Demi.
-Tá insuportável esse filme, nem dá medo – Demi reclamou.
-Você é muito sangue frio – Joe disse dando um selinho nela – então vamos dormir porque já está tarde e amanhã a Senhorita tem aula cedo – Demi revirou os olhos e levantou para tirar o DVD e colocar o prato de brigadeiro na cozinha enquanto Joe tacava milhões de almofadas em Nick para ele acordar.
-Boa noite – Demi disse se despedindo de Joe no corredor, eles se beijaram e cada um foi para seu quarto.
Demi logo pegou no sono, mas Joe procurava seu fone no meio de toda aquela bagunça, ele precisava ouvir a musica de Demi, assim que achou, pulou na cama ao mesmo tempo que encaixava o fone e procurava a musica que Nick havia passado.
-Wouldn’t change a thing? – ele disse para si mesmo se arrumando na cama, deu play e logo começou um som de violão suave.
Joe fechou os olhos por instinto, sempre que precisava prestar a atenção em algo, principalmente em musicas, ele fechava os olhos, Paul ensinara a ele e aos irmãos que a boa musica é ouvida pelo coração.
Ele logo estava em transe com a voz de Demi, como poderia ser tão perfeita? A musica era linda, ele estava completamente apaixonado por aquela melodia, mas assim como Nick, ele sentia que faltava alguma coisa, talvez uma resposta? Isso, uma resposta, Demi havia escrito sobre seu ponto de vista em um relacionamento, mesmo que a musica não fosse para ele, ele precisava escrever seu ponto de vista sobre ela.
Rabiscou durante toda noite, mas percebeu que precisaria de um violão, pegou seu celular, os papeis e um lápis e foi para o estúdio. Pronto, ali ele teria paz, paredes a prova de som, tudo que ele precisava.
Ouviu a musica uma, duas, milhares de vezes, até que conseguiu escrever algo que ficasse realmente satisfeito.
-Ótimo – ele disse sorrindo – só gravar.
Ele não se aguentava se ansiedade, ele precisava por seu plano em prática, não esperaria até amanhã pra gravar, Joe ajeitou os equipamentos e entrou na sala para gravar sua parte, tentou diversas vezes e quando estava satisfeito com o que fizera voltou para o computador.
Juntou os áudios, dele e de Demi, quando ouviu sua voz com a dela um sorriso brotou em seu rosto, as vozes se completavam de uma forma que nunca vira antes, passou o novo áudio para seu celular e voltou para seu quarto, abriu a cortina e pode ver o sol nascendo, sim, Joseph passou toda a noite no estúdio, ele colocou seu fone e deu play na musica que estava para repetir, colocou o despertador para tocar às sete da manhã, precisaria pegar seu pai em casa antes dele ir para a gravadora e dormiu por poucas horas ouvindo a musica, ouvindo a voz dela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário